Diário Digital Grupo espalha alimentos para animais silvestres nas florestas devastadas por incêndios

Grupo espalha alimentos para animais silvestres nas florestas devastadas por incêndios

Um trabalho de resgate e reposição alimentar e hídrica aos animais silvestres atingidos pelos incêndios florestais está em andamento na região do Pantanal. A ação é feita pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) realiza deste o mês de setembro, em parceria com outras instituições de ensino e pesquisa, organizações não-governamentais […] O post Grupo espalha alimentos para animais silvestres nas florestas devastadas por incêndios apareceu primeiro em Diário Digital.

Um trabalho de resgate e reposição alimentar e hídrica aos animais silvestres atingidos pelos incêndios florestais está em andamento na região do Pantanal. A ação é feita pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) realiza deste o mês de setembro, em parceria com outras instituições de ensino e pesquisa, organizações não-governamentais (Ongs), empresas e organismos militares.

No período crítico de focos de calor nos ecossistemas do Estado foi criado o Gretap/MS (Grupo de Resgate Técnico Animal do Pantanal), atuando inicialmente no Parque Estadual das Nascentes do Taquari, situado nos municípios de Alcinópolis e Costa Rica. Recentemente, foram resgatadas duas onças-pintadas na Serra do Amolar, Pantanal de Corumbá, em uma ação direta do grupo multi-institucional.

Além do Governo do Estado, via Semagro (secretária de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, à qual está vinculado o Imasul), o grupo é formado por núcleos de amigos, produtores rurais, Ceasa, CCR Vias (concessionária da BR-163), Força Aérea Brasileira (FAB), Instituto Tamanduá, UCDB, UFMS, Instituto Homem Pantaneiro (IHP), Polícia Militar Ambiental (PMA), Conselho Regional de Veterinária,

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Divulgação)

Pontos estratégicos - “Designamos nossa equipe de veterinários do Imasul, que atua no CRAS, para auxiliar no trabalho de resgate e no atendimento clínico para a recuperação dos animais feridos nos incêndios no Pantanal. Além tratamento médico dos nossos veterinários, também auxiliamos na viabilização da logística junto às Forças Armadas, para o transporte de animais feridos e envio de alimentos para socorrer a fauna das áreas atingidas pelo fogo”, lembra o secretário Jaime Verruck.

O leque de atuação do grupo se ampliou com a mobilização da sociedade para arrecadar alimentos a serem destinados ao assistencialismo temporário aos animais silvestres, cujo trabalho se concentra na região da Serra do Amolar, uma das zonas de conservação mais atingidas pelos incêndios florestais.

A distribuição dos alimentos e água ocorre de forma aleatória na natureza devastada, a partir de rotas de fuga e pegadas de animais.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Divulgação)

“Considerando a situação de emergência devido aos incêndios, onde a perda de habitat causa um impacto imensurável à fauna silvestre, se faz necessário prover alimentação assistencial e/ou água em pontos estratégicos para nutrir e hidratar os animais devido à escassez e a competição mais acirrada entre eles devido ao aumento de indivíduos/área”, explicou a zootecnista Ana Paula Felício, do Imasul.

Sobrevivência - O atendimento à fauna minimiza os impactos e reduz a competitividade atual entre os animais pelos alimentos que ainda restam na natureza.

“Os animais resgatados apresentaram condições sérias de desidratação e desnutrição, além das queimaduras, com alguns não suportando os ferimentos e o quadro de debilidade”, observa Ana Paula. “Com o Gretap tornou-se possível cuidarmos de nossa castigada fauna até que seu habitat se recupere.”

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Divulgação)

A zootecnista do Imasul ressalta, porém, que este assistencialismo alimentar-hídrico é diferente do ato de cevar, pois este caracteriza-se pela oferta permanente de alimento com o intuito de atrair a fauna para o mero ato de satisfazer a necessidade humana. “A ação institucional, com o apoio e a solidariedade das pessoas, têm como foco atender os animais neste período crítico para aumentar suas chances de sobrevivência”, diz.

O post Grupo espalha alimentos para animais silvestres nas florestas devastadas por incêndios apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas