Diário Digital Hospital da Capital recebe faceshields enviados por doador anônimo dos EUA

Hospital da Capital recebe faceshields enviados por doador anônimo dos EUA

O Hospital Regional Rosa Pedrossian, de Campo Grande recebeu 4.400 faceshields (capotes plásticos de proteção)  e  3.000 máscaras de tecido, arrecadados por meio de parceria entre o  Mesa Brasil Sesc  e Movimento União BR. Os faceshields foram enviados ao Brasil por um doador anônimo dos EUA. A entrega foi feita nesta sexta-feira, 12 de Fevereiro. […] O post Hospital da Capital recebe faceshields enviados por doador anônimo dos EUA apareceu primeiro em Diário Digital.

O Hospital Regional Rosa Pedrossian, de Campo Grande recebeu 4.400 faceshields (capotes plásticos de proteção)  e  3.000 máscaras de tecido, arrecadados por meio de parceria entre o  Mesa Brasil Sesc  e Movimento União BR. Os faceshields foram enviados ao Brasil por um doador anônimo dos EUA.

A entrega foi feita nesta sexta-feira, 12 de Fevereiro. A Diretora-presidente do Hospital Regional Rosa Pedrossian,  Rosana Leite de Melo, ressalta que o consumo de equipamentos de proteção individual é elevado. Somente o corpo de funcionários é de 2,8 mil, além dos pacientes e familiares de pacientes, que precisam estar protegidos.

“Nossas demandas são infinitas e por isso é fundamental parcerias como esta.  Quanto mais pudermos agregar em termos de parceria, melhor podemos atender”, diz, destacando que há, hoje, 320 pacientes internados. Na UTI, há oito que vieram de Rondônia, leitos cedidos com a redução da ocupação local e necessidade extrema por aquele Estado. A diretora explica que em um ano o número de leitos de UTI na unidade passou de 39 a 118, no intervalo de um ano e que o Mato Grosso do Sul teve menores dificuldades na pandemia por ter sido o primeiro Estado a adotar o COI (Comitê de Emergência), ainda em janeiro de 2020.

Ricardo Nantes, do movimento União BR, explica que o Sesc dá importante suporte ao Movimento União BR com a expertise de logística do Sesc Mesa Brasil, o braço social do Sesc que leva alimentos de onde sobra para onde tem faltado. “A credibilidade do Sesc, sua história e ação têm somado muito”.

Também coordenador da União BR, Marcos Silva, falou sobre a atuação do movimento, que já levantou doações na ordem de R$ 160 milhões para atender famílias vulnerabilizadas pela pandemia e também em prol dos biomas do Pantanal e Amazônia.

“Em Mato Grosso do Sul consolidamos participação do Sesc como agente de articulação”. Em novembro, o movimento realizou uma LIVE com o cantor Luan Santana, intitulada “Pantanal em Chamas”, para arrecadar doações.

A diretora Regional do Sesc, Regina Ferro, relatou o histórico do Sesc, que nasceu no pós-guerra, em 1940, com importante função social. Destacou que, por meio do Mesa Brasil, vem evoluindo conforme as necessidades da sociedade, levando alimentos que não têm valor comercial, mas que preservam as qualidades nutricionais para entidades assistenciais de todo o País.

“Com a chegada da pandemia tivemos de potencializar nossa atuação e já vínhamos entregando mais de mil toneladas de alimentos por ano. A ideia é atendermos com doações aqueles que mais precisam, sejam as famílias mais vulnerabilizadas ou instituições públicas como o Hospital Regional que é referência no tratamento da Covid e tem atuação importante no Estado e vem ajudado bastante e também outros estados, ao receber paciente da Região Norte”.

O post Hospital da Capital recebe faceshields enviados por doador anônimo dos EUA apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas