Diário Digital HU da Capital retoma aplicação de CoronaVac em voluntários

HU da Capital retoma aplicação de CoronaVac em voluntários

O Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande (MS), anunciou que retomará nesta segunda-feira, 11 de Novembro, a vacinação de voluntários com a CoronaVac -- vacina do laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan -- para prevenção ao novo coronavírus. Conforme o hospital, até segunda-feira (09/11), 105 voluntários foram vacinados no HU. Nenhum […] O post HU da Capital retoma aplicação de CoronaVac em voluntários apareceu primeiro em Diário Digital.

O Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande (MS), anunciou que retomará nesta segunda-feira, 11 de Novembro, a vacinação de voluntários com a CoronaVac -- vacina do laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan -- para prevenção ao novo coronavírus.

Conforme o hospital, até segunda-feira (09/11), 105 voluntários foram vacinados no HU. Nenhum apresentou qualquer reação adversa. Em nota encaminhada à imprensa, o HU informou estar seguindo orientação da Agência Nacional de Saúde, Anvisa, para retomar a vacinação.

O uso da Coronavac gerou grande polêmica nos últimos dias devido à suspeita de um óbito de voluntário nos testes. Porém, foi confirmado que o óbito decorreu de suicídio, não tendo ligação com a vacina.

Anvisa - "Após avaliar os novos dados apresentados pelo patrocinador depois da suspensão do estudo, a Anvisa entende que tem subsídios suficientes para permitir a retomada da vacinação e segue acompanhando a investigação do desfecho do caso para que seja definida a possível relação de causalidade entre o EAG inesperado e a vacina”, informou a agência por meio de nota.

No comunicado, a Anvisa voltou a defender a medida adotada na segunda-feira, que levou em consideração os dados que eram de conhecimento da agência até aquela data e que foram encaminhados ao órgão pelo Instituto Butantan.

Segundo a agência, a decisão se baseou em procedimentos previstos nos protocolos de Boas Práticas Clínicas para este tipo de pesquisa e teve como premissa o “princípio da precaução”, quando conhecimento científico não é capaz de afastar a possibilidade de dano.

Ao justificar a suspensão dos testes, a Anvisa disse que faltavam informações detalhadas sobre a gravidade e as causas do evento, assim como o parecer com o posicionamento do Comitê Independente de Monitoramento de Segurança (Data and Safety Monitoring Board, na sigla em inglês) e o boletim de ocorrência relacionado à provável motivação do EAG e que recebeu ontem (10) esses dados do Butantan.

(Fonte: Agência Brasil)

O post HU da Capital retoma aplicação de CoronaVac em voluntários apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas