Idosa é morta após marido incendiar a casa

Dulci da Silva Martinelle, de 80 anos, que morreu queimada durante a madrugada desta segunda-feira (30) no bairro Tarcila do Amaral, em Campo Grande. A casa onde ela morava foi incendiada pelo seu próprio marido identificado como Vicente Mendes de Campos, de 76 anos. A suspeita é de que ele tenha esfaqueado a esposa e […] O post Idosa é morta após marido incendiar a casa apareceu primeiro em Diário Digital.

Dulci da Silva Martinelle, de 80 anos, que morreu queimada durante a madrugada desta segunda-feira (30) no bairro Tarcila do Amaral, em Campo Grande. A casa onde ela morava foi incendiada pelo seu próprio marido identificado como Vicente Mendes de Campos, de 76 anos.

A suspeita é de que ele tenha esfaqueado a esposa e horas depois colocado fogo na casa. Segundo o filho de Dulci, José Paulo Martinelli, o casal estava junto há cerca de 10 anos e recentemente ela havia pedido medida protetiva por ser frequentemente agredida. O filho que não aceitava o relacionamento da mãe já teria tentado levá-la, mas ela teria preferido ficar com o autor.

O marido da vítima está internado em estado grave, na área vermelha da Santa Casa por ter inalado fumaça. Ele estaria aguardando vaga no CTI para queimadura de vias aéreas e com escolta policial.

O fogo começou por volta da 1h45 da madrugada desta segunda (30), quando o homem incendiou a edícula onde moravam. Vizinhos que viram o incêndio acionaram o Corpo de Bombeiros e tentaram ajudar a idosa, que foi encontrada no quarto próximo ao guarda-roupa já sem vida.

Informações são de que ela teria inalado muita fumaça sendo encontrada por populares que entraram na casa para fazer o resgate. Ela tinha várias queimaduras pelo corpo e no rosto. Foi tentada a reanimação, mas Dulci já estava morta.

A faca supostamente usada para golpear a idosa foi apreendida. O caso é investigado pela Delegacia de Atendimento à Mulher.

O post Idosa é morta após marido incendiar a casa apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas