MS tem mais de 40 mil casos e 80% estão curados

Mato Grosso do Sul tem mais 820 testes positivos para a Covid-19. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (20) pela Secretaria Estadual de Saúde, o Estado soma agora 40.201 registros da doença. Nas últimas 24 horas, 18 pacientes perderam a luta contra a Covid-19 e faleceram. Com isso o total de óbitos […] O post MS tem mais de 40 mil casos e 80% estão curados apareceu primeiro em Diário Digital.

Mato Grosso do Sul tem mais 820 testes positivos para a Covid-19. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (20) pela Secretaria Estadual de Saúde, o Estado soma agora 40.201 registros da doença. Nas últimas 24 horas, 18 pacientes perderam a luta contra a Covid-19 e faleceram. Com isso o total de óbitos salta para 686 desde o início da pandemia.

Das 686 mortes em Mato Grosso do Sul, 276 aconteceram no mês de agosto. Na Capital faleceram 260 pessoas desde o início da pandemia e o município concentra o maior número de casos: 17.382.

Os 18 óbitos confirmados desde ontem foram registrados em 11 municípios. Seis desses pacientes moravam na Capital. São três idosas, de 61, 73 e 77 anos, e três idosos, de 70 a 88 anos. Sidrolândia confirmou morte de idoso, de 69 anos.

A cidade de Corumbá registrou morte de idosa de 73 anos, e de um idoso, de 70. O município  continua com a maior taxa de letalidade entre as 10 cidades com mais casos da doença, 3,8%, número crescente nos últimos dias. Na cidade vizinha Ladário, mulher, de 58, também não resistiu à doença.

Em Anastácio um idoso, de 69 anos, com nenhuma comorbidade relatada, faleceu em Anastácio. Em Rio Brilhante, idoso de 67 anos também faleceu - ele não tinha doenças prévias.

Bataguassu também registrou morte, de uma idosa de 79. Em Maracaju, homem de 72 faleceu. Em Iguatemi, a morte foi de um idoso, 62. Em Naviraí, mulher de 80 foi sepultada. De Dourados,  a morte foi de um idoso, 76. Em Itaquiraí, morreu um idoso, 77 anos.

Durante a transmissão ao vivo do boletim, o secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, avaliou que o número de mortes é considerado alto levando em consideração o tamanho de Mato Grosso do Sul. A taxa de letalidade é alta, 1,7%,  o que o Estado em posição desfavorável no ranking nacional. Até junho, se manteve como local de menor índice. Agora perde para o Amapá (1,5%), Santa Catarina (1,5%), Distrito Federal (1,5%), Roraima (1,4%)  e Tocantins (1,3%).

Do total de 40.201 infectados, 32.217 estão recuperados e sem os sintomas. Em todo o Estado 6.767 estão em isolamento domiciliar. Atualmente 531 pessoas permanecem internadas em MS sendo 299 em leitos clínicos e 240 em UTI. Ainda há 8 sul-mato-grossenses internados em hospitais de outros Estados. Quanto a ocupação de leitos, houve redução. Nas macrorregiões de Campo Grande e Dourados o índice é 77%, em Corumbá 74% e na macrorregião de Três Lagoas, 44%.

O post MS tem mais de 40 mil casos e 80% estão curados apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas