Diário Digital Nova ferramenta dispensa reconhecimento de firma em cartório para transferência veicular

Nova ferramenta dispensa reconhecimento de firma em cartório para transferência veicular

Na manhã desta sexta-feira (24), a Diretora de Registro e Controle de Veículos do Detran-MS, Loretta Figueiredo, participou de uma entrevista por telefone para o programa Noticidade da Rádio FM Cidade 97. Lorreta falou sobre a nova ferramenta do CDT (Carteira digital de trânsito) dispensa reconhecimento de firma em cartório para transferência veicular. "Esse aplicativo […] O post Nova ferramenta dispensa reconhecimento de firma em cartório para transferência veicular apareceu primeiro em Diário Digital.

Na manhã desta sexta-feira (24), a Diretora de Registro e Controle de Veículos do Detran-MS, Loretta Figueiredo, participou de uma entrevista por telefone para o programa Noticidade da Rádio FM Cidade 97.

Lorreta falou sobre a nova ferramenta do CDT (Carteira digital de trânsito) dispensa reconhecimento de firma em cartório para transferência veicular.

"Esse aplicativo é nacional do Denatran (Departamento nacional de trânsito), agora é Senatran (Secretaria nacional de trânsito), pois trocou de nome. A carteira digital de trânsito tem sua habilitação e o documento do seu veículo, e agora a carteira digital vem com essa novidade. O Detran credenciou empresas aqui em todo o Estado, como se fosse um selo de qualidade daquela revendedora, daquela concessionária. Ela passa por um credenciamento bem criterioso e damos esse selo de confiança para a concessionária e ela quando vai receber seu veículo, ela faz um comando no sistema e a CDT da pessoa gera uma notificação com uma mensagem te questionando se está vendendo seu veículo para a concessionária, momento que você confirma a venda e automaticamente já é questionado se deseja assinar o documento através do aplicativo e se ele já tiver esse cadastro brevemente feito, com tudo já ativado, o vendedor já consegue assinar digitalmente esse documento, sem a necessidade de ir no cartório, pois a partir do momento que ele assinou o documento pelo aplicativo da CDT, ele deixa de ser responsável pelo veículo", explica a Diretora de Registro e Controle de Veículos do Detran-MS.

"O vendedor pode ficar tranquilo que não vai receber multa desse veículo depois, em decorrência do garagista esquecer de transferir o documento ou porque a concessionária perdeu o prazo para transferir o veículo. Então, essas empresas credenciadas são mais de 40 em todo o Estado, e quando recebem seu veículo usado, quando você vai deixar, vai fazer uma troca na revendedora ou no garagista, automaticamente tem acesso ao sistema e você já recebe uma notificação na CDT para confirmar a venda e se desejar assinar digitalmente já será possível", conta Lorreta Figueiredo.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diretora de Registro e Controle de Veículos do Detran-MS, Loretta Figueiredo (Foto: Divulgação)

"Tem aquelas pessoas que dizem não confiar, não querem assinar digitalmente, não gostam de aplicativo e preferem ir ao cartório, será possível também, pois os dois perfis de clientes, tanto aqueles que preferem realizar pelo aplicativo, quanto aqueles que preferem ir até o cartório", ressalta.

"Se você for vender seu veículo, vá em uma revendedora credenciada, porque essas revendedoras são empresas idôneas, que fizeram o cadastro com o Detran e não vai ter aquele risco do garagista pegar seu carro e no dia seguinte não ter mais garagem ali, o cara faliu ou foi embora. Então é seguro, não tem aquele perigo do garagista não transferir, porque ele é obrigado a transferir na hora. E além de tudo, é uma facilidade que veio de forma bem assertiva do Governo Federal e nós fizemos a adesão já de cara, nós somos uns dos cinco primeiros Estado do Brasil ao utilizar essa funcionalidade pelo aplicativo", orienta.

"Não existe taxa nenhuma para reconhecimento de firma, e essa assinatura digital ela é gratuita. Aquele cadastro no Gov BR, a sua CNH que tem aquele QR Code atrás, que também é uma segurança forte, dizendo realmente que você existe e se tem toda essa segurança de afirmar que aquela pessoa é realmente aquela pessoa que vai está assinando o documento. Então não tem custo nenhum, o aplicativo é gratuito, a assinatura avançada é gratuita, e veio em um momento que precisávamos, tanto em questão financeira, quanto de tempo, todo mundo está correndo, trabalhando, e ela veio para facilitar, o Detran aderiu e aqui no Estado já estamos utilizando", afirma Lorreta Figueiredo.

Para quem deseja saber mais sobre a ferramenta, basta acessar o site do Detran ou baixar o aplicativo é necessário acessar a loja virtual do celular, buscar por CDT, baixar o aplicativo e realizar o cadastro e dentro do aplicativo encontrasse todas as funções necessárias para venda de seu veículo.

O post Nova ferramenta dispensa reconhecimento de firma em cartório para transferência veicular apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas