Número de endividados tem queda em setembro

Dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), desenvolvida pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), apontam que no mês de setembro o índice de pessoas com dívidas como cheques pré-datados, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimo pessoal, prestações de carro e seguros, em Campo Grande, apresentou ligeira […] O post Número de endividados tem queda em setembro apareceu primeiro em Diário Digital.

Dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), desenvolvida pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), apontam que no mês de setembro o índice de pessoas com dívidas como cheques pré-datados, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimo pessoal, prestações de carro e seguros, em Campo Grande, apresentou ligeira alta, de 59,6% para 61,1%.

O cartão de crédito continua sendo o principal meio de endividamento, citado por 56,9% dos entrevistados, seguido dos carnês (25,8%) e financiamentos de casa (14,3%) e carro (12,2%). A pesquisa também mostra que o maior índice de endividados está entre os que recebem até 10 salários mínimos. Nesta faixa de renda, 66,8% informaram ter compromissos parcelados, enquanto entre os que estão acima o índice é de 31,6%.

“A principal variação é no índice de famílias com contas em atraso, que passou de 33,9% para 34,4%. Mas um dado importante é que o índice das que não terão condições de pagar recuou, de 11% para 10,4%. Ainda estamos sentindo os efeitos da pandemia, que continua, mas aos poucos vamos percebendo uma melhora nas condições de endividamento da população”, observa a economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS (IPF MS), Daniela Dias.

O post Número de endividados tem queda em setembro apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas