Diário Digital Parceria ajuda seis ONGs de proteção animal em Campo Grande

Parceria ajuda seis ONGs de proteção animal em Campo Grande

Uma rede de supermercados de Campo Grande firmou parceria com entidades protetoras de animais para recolher doações de rações ou produtos para pets. As Ongs Abrigo dos Bichos, Vira Latas, Mapan CG, Resgate Pedacinho do Céu, Guarda Animal e Fiel Amigo serão beneficiadas com as doações deixadas em unidades da Rede Comper. A ação social […] O post Parceria ajuda seis ONGs de proteção animal em Campo Grande apareceu primeiro em Diário Digital.

Uma rede de supermercados de Campo Grande firmou parceria com entidades protetoras de animais para recolher doações de rações ou produtos para pets. As Ongs Abrigo dos Bichos, Vira Latas, Mapan CG, Resgate Pedacinho do Céu, Guarda Animal e Fiel Amigo serão beneficiadas com as doações deixadas em unidades da Rede Comper. A ação social começou no dia 8 de Agosto e termina no dia 31.

A ideia inicial é chamar atenção dos clientes dos mercados para todos possam doar rações para cães e gatos. Além disso, os consumidores poderão doar outros produtos pet, como caminhas, materiais de limpeza, petiscos, coleiras, roupas, medicamentos e entre outros, que também são recursos que os animais estão precisando. Os clientes podem trazer a doação de casa ou adquirir próprio mercado e, doar.

Sendo assim, foram disponibilizados depósitos dos donativos nas lojas da Rede Jardim dos Estados, Hiper Center Spipe Calarge, Hiper Center Brilhante, Hiper Center Euler, Hiper Center Ypê e Hiper Center Tamandaré, na Capital.

A gerente financeira do Comper Jardim dos Estados, Fernanda Bardauil destacou que a iniciativa surgiu através das redes sociais, no qual, tiveram a informações que as organizações estavam precisando de doações por conta da pandemia do novo coronavírus.

"Escolhemos 6 ONGs e distribuímos as ações em seis redes do supermercado. A campanha está sendo muito legal e, estamos sendo bem recebidos pelos clientes da loja. Apenas, nesta quarta-feira (19) durante a manhã, conseguimos arrecadar só nesse comper, 39 Kg de rações. Desta forma, é algo que nos impulsiona a estarmos realizando essa ação em outros anos", relatou Fernanda.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Gerente financeira do Comper Jardim dos Estados, Fernanda Bardauil
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Fernanda comentando sobre a parceria com as ONGs
(Foto: Marco Miatelo)

Para a gerente financeira da ONG Abrigo dos Bichos, Andreia Costa da Silva comentou que atualmente existem 53 animais no acolhimento (52 cachorros e 1 gato). A gerente declarou que nos anos passados, a organização já realizava ações como: vaquinha on-line, rifas, campanhas para arrecadar dinheiro para medicamentos, vitaminas e cirurgias, mas que por conta da pandemia a situação está difícil, pois muitas pessoas que ajudavam perderam emprego".

"Sempre estamos fazendo atividades para arrecadar alimentos e dinheiro para os animais, porque quando eles são resgatados precisam de cuidados. Quando um animal precisa de exames ou tomar remédio, chega de custar cerca de R$ 2 mil. Sabemos que estamos passando por um período difícil, mas não desistimos de garantir o cuidado para eles. Além disso, se as pessoas interessadas a ajudarem não puderem contribuir com produtos, podem estar ajudando com dinheiro ou vice-versa.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Gerente financeira da ONG Abrigo dos Bichos, Andreia Costa da Silva
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Andreia e o gatinho Zezinho do Abrigo dos Bichos
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
O gato Zezinho está com duas patas traseiras fraturadas
(Foto: Marco Miatelo)

Caso da MS-040 — No dia 23 de setembro de 2019, a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista (Decat) receberam uma denúncia de um canil clandestino na MS-040, próximo a Campo Grande, no qual, 40 cães de grande porte vendidos para caça estavam vivendo em péssimas condições de debilitação a ponto de comerem fezes uns dos outros. Os animais eram criados para comércio.

A Decat em parceria com o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), fizeram busca e apreensão dos animais e os entregaram à ONG Abrigo dos Bichos, que se tornou fiel depositária.

Com isso, muito deles estavam doentes e precisavam de cirurgias. A gerente da ONG, afirma que até em Janeiro de 2020, estavam tendo despesas com os animais recolhidos, mas que agora estão bem e recuperados, prontos para um novo lar.

Serviços - Informações sobre o Abrigo dos Bichos, basta entrar em contato por meio dos números (67)984062288 ou (67) 999554949. Além disso, pessoas interessadas a ajudar podem estar acessando as redes sociais da ONG no Facebook (Abrigo dos Bichos Campo Grande MS) e no Instagram (@abrigodosbichos.com.br). Se preferir podem estar fazendo doações na conta da organização — Agência Banco do Brasil (Ag: 5783-5; CC: 41599-5; CNPJ: 108286/001-47).

Na loja Euler de Azevedo a ONG Fiel Amigo, presidida por Laura Cristina Garcia Brito, conta com doações que serão destinadas aos mais de 250 animais, entre gatos e cães, abrigados na chácara de propriedade organização. “Trabalhamos com resgates de animais há mais de 20 anos e essa ação em parceria com o comper é de grande valia para eles. Por isso a ONG é grata a essa oportunidade e esperamos que a ação seja um sucesso como já está sendo”, enfatiza Laura, que faz um alerta para as pessoas acessarem o Instagram (@fiel_amigocg) e saberem como doar dinheiro também.

No Instagram da ONG Pedacinho do Céu (@pedacinhodoceucp), há um post sobre a ação do comper, em que a organização pede doações de materiais de limpeza, rações, patês, petiscos, arroz, fubá, brinquedos, caminhas, coleiras, correntinhas, roupinhas, medicamentos, suplementos e vitaminas. Quem quiser ajudar essa ONG que cuida de mais de 100 animaizinhos desde 2017 pode fazer as doações na loja Brilhante.

“O que mais precisamos na ONG são rações para gatos, pois as pessoas não costumam doar esse tipo de ração pelo fato de ser mais cara. Nossos gatinhos consomem 10 quilos de ração por semana e diante da pandemia, as doações só estão diminuindo”, ressalta Camila Silva, presidente da ONG Pedacinho do Céu.

As ONGS Mapan CG (@mapancg), que abriga 106 animais; Vira-Latas (viralatasms), e Guarda Animal (@institutoguardaanimal) também estão coletando doações respectivamente nas lojas Ypê Center, Tamandaré e Spipe Calarge.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
O gato Zezinho é um dos animais do abrigo
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Algumas doações da ação social do Comper para as ONGs
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Marco Miatelo)

O post Parceria ajuda seis ONGs de proteção animal em Campo Grande apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas