Diário Digital Pedágio na ponte sobre o rio Paraguai terá reajuste de 10,09%

Pedágio na ponte sobre o rio Paraguai terá reajuste de 10,09%

A partir de 1º de janeiro de 2021, quem passar pela ponte sobre o rio Paraguai, na BR-262, região de Porto Morrinho, distante cerca de 70 km da área urbana de Corumbá, vai pagar mais caro pelo pedágio. A resolução, com o reajuste dos valores, foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira, 28 […] O post Pedágio na ponte sobre o rio Paraguai terá reajuste de 10,09% apareceu primeiro em Diário Digital.

A partir de 1º de janeiro de 2021, quem passar pela ponte sobre o rio Paraguai, na BR-262, região de Porto Morrinho, distante cerca de 70 km da área urbana de Corumbá, vai pagar mais caro pelo pedágio. A resolução, com o reajuste dos valores, foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira, 28 de dezembro.

O pedágio, que fica entre as cidades de Corumbá e Miranda, terá reajuste de 10,09%, seguindo a tabela de Tarifa de Pedágio estabelecida pela portaria n° 190, da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul (Agepan).

A tarifa, que antes era R$ 10,90 passa para R$ 12,00 para veículos de passeio. Já para motos, passa a ser de R$ 7,20. Esses valores só serão cobrados dos condutores ou proprietários de quaisquer espécies de veículos automotores que utilizarem a ponte de concreto como meio de transposição do rio Paraguai.

Ficam isentos da cobrança, os condutores de veículos automotores de propriedade da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, inclusive de suas Autarquias e Fundações, bem como dos veículos pertencentes aos Estados estrangeiros e destinados às suas representações diplomáticas.

A portaria, assinada pelo diretor-presidente da Agepan, Youssif Domingos, entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos financeiros a partir de zero hora do dia 1º de janeiro de 2021.

(Com informações: Diário Corumbaense)

O post Pedágio na ponte sobre o rio Paraguai terá reajuste de 10,09% apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas