Diário Digital Pescadores são executados a tiros e corpos encontrados boiando em rio

Pescadores são executados a tiros e corpos encontrados boiando em rio

A Polícia do Paraguai iniciou as investigações do caso de três corpos encontrados na fronteira com o Brasil nesta segunda-feira (16). As vítimas foram identificadas como Miguel Angel Irala Fretes, de 38 anos, Juan Gabriel Lucero Fleitas, 28, e o indígena Maurício Cardozo, de 18 anos. Todos seriam pescadores. Os corpos estavam boiando nas águas […] O post Pescadores são executados a tiros e corpos encontrados boiando em rio apareceu primeiro em Diário Digital.

A Polícia do Paraguai iniciou as investigações do caso de três corpos encontrados na fronteira com o Brasil nesta segunda-feira (16). As vítimas foram identificadas como Miguel Angel Irala Fretes, de 38 anos, Juan Gabriel Lucero Fleitas, 28, e o indígena Maurício Cardozo, de 18 anos. Todos seriam pescadores.

Os corpos estavam boiando nas águas do Rio Apa, em Bela Vista do Norte, no Departamento de Amambay, na fronteira com o Mato Grosso do Sul. O que em princípio parecia um afogamento acabou sendo tratado como execução. As vítmas tinham sinais de perfurações de tiros de arma de fogo.

Diante das evidências e da inspeção feita por um médico legista paraguaio, a polícia descartou a hipótese de afogamento e agora trabalha para saber o que teria motivado o crime.

De acordo com informações preliminares, Miguel e Juan teriam recebido um motor de barco no sábado (14) período da manhã com problemas mecânicos e que por volta das 17h30 foram até as margens do Rio Apa, para fazer um teste. Depois disso não foram mais vistos.

De acordo com a Polícia Nacional, Lucero Fleitas tem antecedentes por homicídio doloso, mandado de prisão por furto e um processo por sequestro no Brasil. Ele seria conhecido por furtar embarcações, lanchas e motores.

(Com informações: Ponta Porã Informa)

O post Pescadores são executados a tiros e corpos encontrados boiando em rio apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas