Diário Digital Plataforma de turismo do Estado será a melhor do país

Plataforma de turismo do Estado será a melhor do país

Dados poderão prever o cenário econômico do setor no Brasil

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital

(Foto: Débora Bordin/ Governo do Estado)

Plataforma de inteligência turística de Mato Grosso do Sul será uma das melhores do Brasil, de acordo com o  diretor-presidente da Fundação de Turismo de MS, Bruno Wendling. Ele assinou uma parceria com o presidente do Sistema Comércio MS (Fecomércio-Sesc-Senac-IPF), Edison Araújo, para o desenvolvimento e implementação da tecnologia com base em “Big Data”.

“Essa ferramenta vai ser fundamental para avançarmos muito na produção e gestão de dados e informações no setor turístico. Isso vai aumentar ainda mais a capacidade de antecipar cenários, já que vamos conseguir antever a busca dos turistas pelos nossos destinos e destinos concorrentes. Isso vai ajudar a traçarmos melhores estratégias de promoção e de captação desses turistas”, ressalta Wendling.

A plataforma irá monitorar toda a complexidade da atividade turística do Estado a partir da análise de dados e comportamento online dos usuários, bem como todo o processo da viagem (seleção do destino e compra, realização da viagem e pós viagem) e compartilhamento, informações de perfil e comportamento do turista.

“Teremos também uma radiografia mais fiel dos gastos que vão ocorrer no nosso território, vamos ter possibilidades de cruzamento de dados e informações, já que será um sistema bem avançado e que vai nos propiciar muita inteligência de mercado”, complementa. Os trabalhos serão iniciados imediatamente, têm validade de 2 anos e será executado pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Fecomércio (IPF).

Implantação da plataforma também será importante para o Observatório do Turismo de Mato Grosso do Sul (ObservaturMS), implementado em 2017 pela FundturMS, que além de analisar dados passados, passará a trabalhar com cenários futuros, prevendo problemas e incentivando negócios.

Por meio das análises de Big Data (grandes volumes de dados coletados de forma on-line), mediante técnicas de inteligência turística, possibilita-se identificar e medir dinâmicas turísticas concretas, que subsidiam as tomadas de decisão dos gestores públicos e privados.

(Com informações de Governo do Estado)

Últimas