Diário Digital Protetora independente luta para que animais consigam lar e amor

Protetora independente luta para que animais consigam lar e amor

A professora Patrícia Cabral, de 45 anos, é uma dedicada protetora independente de animais. Seu trabalho começou há nove anos quando perdeu a cachorrinha que era sua companheira. Após o ocorrido, procurou diversas ONG'S em Campo Grande (MS), para se voluntariar e ajudar nas ações do abrigo. O Jornal Diário Digital conversou com a professora […] O post Protetora independente luta para que animais consigam lar e amor apareceu primeiro em Diário Digital.

A professora Patrícia Cabral, de 45 anos, é uma dedicada protetora independente de animais. Seu trabalho começou há nove anos quando perdeu a cachorrinha que era sua companheira. Após o ocorrido, procurou diversas ONG'S em Campo Grande (MS), para se voluntariar e ajudar nas ações do abrigo. O Jornal Diário Digital conversou com a professora para saber mais sobre sua trajetória.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Alguns dos cachorrinhos na residência
(Foto: Marco Miatelo)

Patrícia tem a vida voltada para cuidar dos animais. Atualmente, a protetora auxilia 13 cachorros, alguns ficam em sua residência. Além disso, cuida de alguns gatinhos que ficam na frente da casa dela doando alimentação e levando para castração.

"Fui voluntária por muito tempo em uma ONG da cidade. Durante o tempo que fiquei no abrigo, participei de ações e ajudei muitos animais. Com o aprendizado como voluntária, tive a ideia de tornar-se protetora independente, mesmo sabendo que não ia ser fácil. Durante o tempo, conheci outras mulheres e fundamos a ONG — 'Anjos de 4 patas' — o lar não é a mesma coisa do que os serviços propostos por Patrícia com o animais. Ao todo são cinco protetoras que ajudam diariamente a vida de um bichinho na Capital", contou a professora.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Patrícia contando sobre sua experiência como protetora
(Foto: Marco Miatelo)

Com os limites físicos, por conta do espaço já ocupado pelos cachorros que estão na casa e o financeiro, Patrícia e as outras mulheres, trabalham com o lar temporário, que é quando o animal fica na casa de uma pessoa, porém, todo suporte dado para o cachorro é inteiramente delas próprias. "Ajudamos desde ração a assistência médica para que a pessoa que está com o cachorro temporariamente não tenha gastos. Quando a situação fica difícil, divulgo nas redes sociais para quem quiser doar ou ajudar".

"O intuito diário é a doação do animais. No qual, são realizadas entrevistas para realmente saber se a pessoa ou a família que quer doar estão aptos a cuidar dos animais. Pois, as pessoas precisam ter a consciência e a responsabilidade, pois, eles estão cuidando de uma vida", pontuou a protetora.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Cachorros se divertem quando junta todo mundo
(Foto: Marco Miatelo)

Um dos exemplos da protetora é a Madonna, que é uma cachorrinha que ficou por uns cinco meses em um lar temporário. Os donos da casa se mudaram para outro Estado e, agora com a estabilidade querem levar a cachorrinha para a cidade nova. Eles moram em Búzios (RJ) e o animalzinho está na Capital e, para a embarcação, precisam ser feitos alguns procedimentos e que custam dinheiro.

Sendo assim, está sendo realizada uma rifa para levar a Madonna até a sua casa nova. Quem se interessar em ajudar com a 'Rifa Pet para passagem de avião' basta depositar qualquer quantia pelo PIX (e-mail: patykdcabral@hotmail.com) ou pelo Banco Bradesco AG: 5247-7 CC: 753-6.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Madonna é um amor de cachorrinha
(Foto: Marco Miatelo)

Além da Mandonna, tem o Toddy, um cachorrinho dócil que há 5 meses, foi atropelado e ficou sem os movimentos das pernas traseiras. Ele precisa de fisioterapias na tentativa de recuperar os movimentos. Desta forma, foi criada para ele, uma Vakinha On-line para que as pessoas pudessem ajudar com qualquer valor. (Link: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-o-toddynho-a-andar-novamente).

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Toddynho é dócil e adora brincar
(Foto: Marco Miatelo)

O post Protetora independente luta para que animais consigam lar e amor apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas