Diário Digital “Qualquer decreto que nós anunciarmos não terá resultado”, diz secretário

“Qualquer decreto que nós anunciarmos não terá resultado”, diz secretário

Em entrevista ao programa Noticidade primeira edição, desta segunda-feira (12), o secretário de Saúde, Geraldo Resende, afirmou que chegou ao seu limite e revelou que não deve ter novos decretos, mesmo com o cenário de tragédia que o Estado vem enfrentando com o alto número de óbitos. " Qualquer decreto que nós anunciarmos não terá […] O post “Qualquer decreto que nós anunciarmos não terá resultado”, diz secretário apareceu primeiro em Diário Digital.

Em entrevista ao programa Noticidade primeira edição, desta segunda-feira (12), o secretário de Saúde, Geraldo Resende, afirmou que chegou ao seu limite e revelou que não deve ter novos decretos, mesmo com o cenário de tragédia que o Estado vem enfrentando com o alto número de óbitos. " Qualquer decreto que nós anunciarmos não terá resultado para a população, que e insiste em não acreditar na Covid-19", lamentou.


O secretário afirmou ainda que a população do Mato Grosso do Sul não é colaborativa com saúde, um exemplo são os casos de dengue que vem aumentando no Estado. Questionado sobre a falta de insumos Geraldo Resende esclareceu que na cidade de Três Lagoas, a falta do insumo já é algo real. Segundo o secretário, na tarde de ontem (11), a Santa Casa de Campo Grande precisou emprestar medicamentos para o Hospital Auxiliadora .


Geraldo Resende falou, ainda, sobre o processo de imunização no Estado, que é o segundo do país que mais imunizou. " É uma corrida pela vida, estamos esperando mais um lote de vacinas que devem chegar até quinta-feira (15). Quanto mais pessoas imunizadas mais vidas serão salvas", ressaltou.


O secretário informou também que "hoje, começou a campanha de imunização contra a Influenza, em Mato Grosso do Sul. A campanha será realizada entre 12 de abril e 09 de julho", disse. De acordo com Geraldo Resende, a meta é vacinar 90% de 1 milhão de pessoas que compõe o público prioritário, até o final da campanha. O secretário de saúde explicou, ainda, que quem tomou a vacina contra a Covid-19 precisa esperar 15 dias para tomar o imunizante contra a influenza.

O post “Qualquer decreto que nós anunciarmos não terá resultado”, diz secretário apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas