Diário Digital Quatro são indiciados por assassinato motivado por cobrança de dívida em bar

Quatro são indiciados por assassinato motivado por cobrança de dívida em bar

Após a DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídio) cumprir, nesta quinta-feira (22), o sexto mandado de prisão contra um dos envolvidos na morte de Frank Lima Alvisso, de 45 anos, assassinado com um tiro na nuca, no dia 3 de março, no Bairro Los Angeles, as investigações vão ser concluídas e quatro […] O post Quatro são indiciados por assassinato motivado por cobrança de dívida em bar apareceu primeiro em Diário Digital.

Após a DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídio) cumprir, nesta quinta-feira (22), o sexto mandado de prisão contra um dos envolvidos na morte de Frank Lima Alvisso, de 45 anos, assassinado com um tiro na nuca, no dia 3 de março, no Bairro Los Angeles, as investigações vão ser concluídas e quatro dos presos indiciados pelo crime.

Na tarde de ontem, Ivaldino de Melo Silva, de 52 anos, foi encontrado pelos investigadores da DEH, no Bairro Vespasiano Martins.  Ele era alvo de um mandado de prisão preventiva emitido pela 1ª Vara do Tribunal do Júri que que havia sido representado pela delegacia especializada.

Frank Lima foi encontrado morto na rua Rua Engenheiro Paulo Frontin, no Jardim Los Angeles, com sinais de espancamento e uma perfuração na nuca. O corpo foi reconhecido no Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) dias depois. Conforme as investigações, o motivo do assassinato foi uma dívida de cerveja, no valor de R$78,00 reais, em um bar no Bairro Vespasiano Martins.

O estabelecimento pertencia a um homem conhecido como "Jobis" e funcionava na casa dele. Jobes de Lima Jaques, 48 anos, foi preso pela DEH junto com o filho dele, Rafael Gonçalves Jobes, 24 anos, no dia 22 de março.

Pai e filho tiveram ajuda de Simei Fonseca de Araújo, apelidado de "Tico", de 30 anos, que emprestou a arma. Gleyson de Souza Rocha, 23 anos, conhecido como “Cabelo Duro”, seria o “Disciplina” do bairro, integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital) e foi quem atirou na vítima.  Já Rayson Medina da Silva, de 21 anos, ajudou a esconder a arma do crime.

Dos seis presos, apenas um foi liberado após o término do prazo da prisão temporária e quatro vão ser indiciados pelo homicídio de Frank.

“Dívida” –  Antes de ser morto, Frank foi espancado dentro do bar de “Jobis”. Ele havia consumido algumas cervejas na companhia de Ivanildo e, ao ser cobrado, disse ao dono do estabelecimento que não tinha dinheiro para pagar a conta de R$ 78,00.

A vítima passou a ser agredida pelo comerciante e seu filho Rafael sugeriu que eles entrassem em contato com algum familiar de Frank para que a dívida fosse paga.

Segundo a esposa da vítima, ela recebeu uma ligação via WhatsApp de número desconhecido onde um homem falava sobre a dívida de Frank. Depois, ela não teve mais notícias do marido.

As investigações apontam que a vítima permaneceu um tempo no bar até Jobis pedir ajuda ao integrante do PCC para punir o devedor. Depois Frank foi levado pelo grupo até o ponto onde foi morto com o tiro na nuca e o corpo deixado na rua.

O post Quatro são indiciados por assassinato motivado por cobrança de dívida em bar apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas