Diário Digital “Queremos a rendição”, diz comandante do Choque sobre confrontos com cinco mortes nas últimas semanas

“Queremos a rendição”, diz comandante do Choque sobre confrontos com cinco mortes nas últimas semanas

A morte de Eryckson Catani da Silva, de 31 anos, no último sábado (5), foi resultado de mais uma ação fortemente repressiva contra o crime por equipes do Batalhão de Choque da Polícia Militar. O rapaz que tinha passagem por tráfico de drogas, levava um carro roubado para a Bolívia, quando reagiu à prisão e […] O post “Queremos a rendição”, diz comandante do Choque sobre confrontos com cinco mortes nas últimas semanas apareceu primeiro em Diário Digital.

A morte de Eryckson Catani da Silva, de 31 anos, no último sábado (5), foi resultado de mais uma ação fortemente repressiva contra o crime por equipes do Batalhão de Choque da Polícia Militar. O rapaz que tinha passagem por tráfico de drogas, levava um carro roubado para a Bolívia, quando reagiu à prisão e acabou baleado. Foi o quinto suspeito morto em confronto com policiais do Choque nas últimas três semanas.

Treinados para agir em situações extremas e ocorrências que exigem resposta rápida, o comandante do batalhão explica que as equipes trabalham com técnicas apuradas, onde os criminosos não podem ter chance de fuga. “Em uma ocorrência, a resposta que nós queremos é a rendição. Sempre vamos atuar com técnicas que possibilite a captura do criminoso. E, em caso de resistência: agressão letal, requer uma resposta letal”, diz o major Rocha.

Os outros quatro homens mortos em confrontos com policiais do Batalhão de Choque na Capital, no mês de maio, estavam envolvidos com quadrilhas especializadas de roubos de veículos, possuíam extensa ficha criminal e dois deles eram integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital).

“Este é o último nível de resposta do Estado e ocorre conforme a necessidade da ação para defender a sociedade e proteger a integridade do policial”, segundo o comandante.

No primeiro semestre deste ano, o Batalhão de Choque prendeu cerca de 500 pessoas e retirou de circulação quase 100 armas. “Com o aumento no número de equipes, estamos trabalhando ostensivamente e obtendo sucesso. Conseguimos impedir novas vítimas e diminuir os crimes contra o patrimônio”, finalizou o major Rocha.

Motorista de aplicativo - O veículo quatro portas, branco, que estava com Eryckson foi recuperado na BR-262, em Terenos, por equipes do Batalhão de Choque da Polícia Militar, no sábado de manhã (6). Ele havia sido roubado de um motorista de aplicativo durante uma corrida.

A vítima foi acionada para uma corrida na Vila Nhanhá, quando o suposto passageiro desembarcaria no bairro Maria Aparecida Pedrossian. Ao chegar, o motorista foi abordado por dois homens e no destino final, rendido por um terceiro suspeito.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Confronto aconteceu na BR-262 onde ladrão atirou nos policiais (Foto: Divulgação)

O trio anunciou o roubo e durante todo o trajeto, o motorista foi ameaçado de morte, até ser deixado em uma rua. Os suspeitos fugiram com o veículo e o celular da vítima.

Quanto a participação dos outros envolvidos no roubo, a Polícia Civil investiga o caso. Até o momento, ninguém foi preso.

O post “Queremos a rendição”, diz comandante do Choque sobre confrontos com cinco mortes nas últimas semanas apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas