Diário Digital Representantes da saúde debatem a Política Nacional de Saúde Integral LGBT

Representantes da saúde debatem a Política Nacional de Saúde Integral LGBT

A Subsecretaria de Estado de Políticas Públicas LGBT realizaram na manhã desta terça-feira, 10 de Novembro, reunião com os representantes da área de saúde para debater a redução das desigualdades e a consolidação da Polícia Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais no âmbito do SUS (Política Nacional de Saúde Integral […] O post Representantes da saúde debatem a Política Nacional de Saúde Integral LGBT apareceu primeiro em Diário Digital.

A Subsecretaria de Estado de Políticas Públicas LGBT realizaram na manhã desta terça-feira, 10 de Novembro, reunião com os representantes da área de saúde para debater a redução das desigualdades e a consolidação da Polícia Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais no âmbito do SUS (Política Nacional de Saúde Integral LGBT).

“O nosso objetivo com essa reunião foi pensar estratégias e ações em conjunto. Sabemos que a política da saúde integral trouxe alguns avanços, mas ainda há muito o que se fazer. Nós recebemos muitas demandas na Subsecretaria e então chegamos à conclusão de que a melhor forma de darmos as respostas e resultados que as pessoas LGBT+ esperam é nos unindo e trabalhando de forma transversal. E com a presença de todos os representantes tenho certeza que muita coisa boa será feita em um futuro muito próximo”, explica o subsecretário Leonardo Bastos.

Na ocasião foi discutido também a realização em janeiro de 2020 de uma atividade “Ação em Saúde LGBT +”, com a colaboração de todos os envolvidos nessa primeira tratativa. Para a médica e chefe da Divisão de Gestão do Cuidado, do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (HUMAP/UFMS), Cláudia Lang, a pauta da reunião é propícia e a população LGBT realmente é muito carente desse tipo de atividade específica na área da saúde.

“Achei muito boa a ideia e muito necessária, e o enfoque de hoje que foi a prevenção e a promoção da saúde é essencial, porque a gente sempre foca na parte da assistência, do atendimento em si quando alguma patologia ou alguma coisa já está estabelecida. Mas quando a gente trabalha a educação e a prevenção em saúde é muito mais produtivo, digamos assim, você evita que o usuário adoeça, e ele aprende a se cuidar e a prevenir doenças e o Hospital Universitário é parceiro de todas as ações”, finaliza.

Participaram da reunião representantes de gerências e técnicos da Secretaria Municipal de Saúde Pública da Campo Grande, da Secretaria de Estado de Saúde, do Hospital Universitário, do Hospital de Amor de Campo Grande, além da equipe da Subsecretaria de Estado de Políticas Públicas LGBT.

O post Representantes da saúde debatem a Política Nacional de Saúde Integral LGBT apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas