Diário Digital Rota Bioceânica: sonho mais próximo da realidade com avanços importantes em 2020

Rota Bioceânica: sonho mais próximo da realidade com avanços importantes em 2020

O ano foi marcado pela pandemia e suas consequências mundiais, mas também por importantes avanços no projeto de implantação da Rota Bioceânica. Mato Grosso do Sul está no centro dos trabalhos e o Governo do Estado tem atuado efetivamente para a materialização deste importante corredor de integração rodoviária entre os oceanos Atlântico e Pacífico, rumo […] O post Rota Bioceânica: sonho mais próximo da realidade com avanços importantes em 2020 apareceu primeiro em Diário Digital.

O ano foi marcado pela pandemia e suas consequências mundiais, mas também por importantes avanços no projeto de implantação da Rota Bioceânica. Mato Grosso do Sul está no centro dos trabalhos e o Governo do Estado tem atuado efetivamente para a materialização deste importante corredor de integração rodoviária entre os oceanos Atlântico e Pacífico, rumo ao mercado asiático.

Titular da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), o secretário Jaime Verruck, detalhou o andamento da Rota Bioceânica, os avanços conquistados em 2020 e as metas para o próximo ano. “A Rota Bioceânica não é apenas um corredor para escoar a produção, mas um importante meio para o desenvolvimento das regiões por onde ela passa. Isso hoje está bastante claro para os quatro países que integram o projeto”.

Foco em infraestrutura — Para que a Rota Bioceânica cumpra seu objetivo de escoar a produção para o mercado asiático com competitividade e menor tempo, precisa de uma forte estrutura logística entre os quatro países por onde vai passar. Diversas obras de infraestrutura estão sendo realizadas; no Paraguai, por exemplo, 50% do traçado da rota está asfaltado, no trecho de Loma Plata a Carmelo Peralta. E o Governo Paraguaio já autorizou mais duas partes de asfalto.

Em 2020, o Governo de Mato Grosso do Sul concluiu a pavimentação de 7,19 km do trecho que interliga a BR-267 aos portos de Porto Murtinho, tirando o tráfego pesado da área central. E iniciou as obras das rotatórias no acesso à cidade, sendo uma em frente ao Centro de Triagem Mecari e a outra na entrada da cidade, disciplinando o trânsito e conectando-se às duas extremidades do anel viário.

Também está em andamento a elaboração dos estudos e do projeto do acesso à ponte sobre o Rio Paraguai, em Porto Murtinho. A contratação foi feita pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) para o contorno de 13,10 quilômetros de extensão, localizado entre o km 678,10 e o km 691,20 da BR-267 e o Centro Integrado de Controle de Fronteira.

“Por outro lado, estamos avançando no projeto da ponte, a empresa contratada finalizou as tratativas e a sinalização de a licitação da obra ser lançada em 2021. Obra complexa e importante que precisa considerar o transito de caminhões, pedestres e as barcaças pelo rio Paraguai”, explica o secretário Jaime Verruck.

Metas para 2021

Nas prioridades para 2021 do Governo do Estado, há várias ações para a Rota Bioceânica, entre elas o avanço da integração com o setor privado, com criação de comissões de cada um dos municípios de MS impactados pela rota.

Também é possível elencar o projeto do Porto Seco em Campo Grande, que poderá ser integrado na rota, desenvolvimento de Plano Diretor de Porto Murtinho junto com pesquisas da UFMS, trabalhando sobre mudanças em relação ao turismo e desenvolvimento social da região, para o maior desafio que é o início das obras da ponte.

O Governo do Estado ainda pretende fazer a recomposição asfáltica da rota por onde passavam os caminhões dentro da cidade, melhorias no aeroporto municipal e concluir a obra da rotatória de acesso aos portos. O Dnit vai melhorar o asfalto de Alto Caracol até Porto Murtinho.

“A Rota Bioceânica é a construção de quatro países, com participação ativa dos governos federal e dos estados que são efetivamente impactados, a participação da Itaipu no desenho e alocação de recursos. A integração dos ministérios também é fundamental para que o projeto avance nos quatro países”, finaliza o secretário Jaime Verruck.

O post Rota Bioceânica: sonho mais próximo da realidade com avanços importantes em 2020 apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas