Diário Digital ‘Samu Silvestre’ socorre animais vítimas de incêndios no Pantanal

‘Samu Silvestre’ socorre animais vítimas de incêndios no Pantanal

Uma espécie de 'Samu Silvestre' está em ação para socorrer animais atingidos pelas queimadas no Pantanal sul-mato-grossense. As equipes recolhem os bichos e encaminham para pontos de atendimento ou para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres, o Cras, em Campo Grande (MS), quando há necessidade. Participam do 'Samu Silvestre' integrantes da Polícia Militar Ambiental […] O post ‘Samu Silvestre’ socorre animais vítimas de incêndios no Pantanal apareceu primeiro em Diário Digital.

Uma espécie de 'Samu Silvestre' está em ação para socorrer animais atingidos pelas queimadas no Pantanal sul-mato-grossense. As equipes recolhem os bichos e encaminham para pontos de atendimento ou para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres, o Cras, em Campo Grande (MS), quando há necessidade.

Participam do 'Samu Silvestre' integrantes da Polícia Militar Ambiental (PMA), Polícia Militar (PA), Bombeiros, servidores do Instituto do Meio Ambiente de MS, o Imasul, entre eles veterinários. Uma van é usada nos trabalhos.

As equipes ainda não repassaram números de animais transportados ou que receberam algum atendimento nas matas. Porém, afirmam que ainda são poucos, pois o acesso está difícil aos locais atingidos pelas chamas.

Ação humana - Durante entrevista ao programa Balanço Geral MS da TV MS Record, nesta sexta-feira, 18 de Setembro, o secretário estadual de Meio Ambiente e Produção, Jaime Verruck, mencionou que 90% dos focos de incêndio no Pantanal são provocados pela ação humana.

Ele destacou a Operação Focus que apura a as origens das queimadas. Trabalham nesta investigação técnicos do Imasul, da Perícia Técnica da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), agentes da polícia civil e soldados do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.

Ainda na entrevista, Verruck evitou culpar produtores rurais pelos incêndios. “Eu não acreditaria que o produtor rural faça isso (...) Se agir assim, ele perde seu gado”, considerou, acrescentando que o governo já aplicou R$ 4 milhões em multas neste ano em razão de incêndios. “Vale lembrar que o fogo está proibido em MS. Ninguém tem autorização para queimadas”, acrescentou.

No total, 35 fazendas das regiões do Nabileque e Nhecolândia serão visitadas. Servidores do Imasul trabalham internamente na coleta e análise de imagens para municiar as equipes com informações. Com auxílio de imagens de satélite, a equipe espera levantar o provável início de alguns focos de incêndios na região do Pantanal.

O post ‘Samu Silvestre’ socorre animais vítimas de incêndios no Pantanal apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas