Saneamento básico

Diário Digital Sanesul está entre as melhores empresas de saneamento do Brasil

Sanesul está entre as melhores empresas de saneamento do Brasil

A Sanesul - Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul está entre as mil melhores do Brasil, segundo a revista 'Isto é Dinheiro' e o jornal "Valor Econômico". Durante entrevista ao programa Noticidade Primeira Edição da Rádio Cidade FM 97, o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior falou sobre os projetos desenvolvidos pela empresa […] O post Sanesul está entre as melhores empresas de saneamento do Brasil apareceu primeiro em Diário Digital.

A Sanesul - Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul está entre as mil melhores do Brasil, segundo a revista 'Isto é Dinheiro' e o jornal "Valor Econômico". Durante entrevista ao programa Noticidade Primeira Edição da Rádio Cidade FM 97, o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior falou sobre os projetos desenvolvidos pela empresa no estado, e sobre a "gestão de excelência" , que segundo ele, a concessionária conquistou ao longo dos anos.

"A Sanesul é uma empresa pública, um ativo do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, que vem se destacando no cenário nacional com suas ações, a forma de gerir, a forma de levar execução de serviços por todo o Estado. Nós atendemos aí 1.700 mil pessoas, em mais de 600 mil ligações, mais de 600 unidades de consumo e para nós, é muito gratificante ter o nosso trabalho reconhecido", disse.

"O anuário da revista 'Isto é' e do jornal ' Valor Econômico', que reconhece 21 segmentos de atuação no nosso País, e identifica as empresas que se destacam em cada setor, nos brindou com algumas condecorações como o primeiro lugar em investimentos sustentável, que é fruto de muito planejamento, de ações conjuntas da nossa empresa com os municípios do Mato Grosso do Sul. Nós temos a obrigação enquanto concessionária, de levar desenvolvimento em dois segmentos: água e esgoto. Nós no nosso Estado, temos o privilégio de ter a universalização da água", enfatizou Walter Carneiro.

Para o diretor da Sanesul, "o que nos move e nos motiva, cada vez mais, é ter o nosso trabalho reconhecido. A gente tem saído na mídia nacional de forma positiva, agora, com o anuário do jornal 'Valor Econômico', no qual analisa as grandes empresas públicas e privadas de cada setor, ter as nossas ações reconhecidas é fruto de trabalho dos nossos mais de 1.400 colaboradores, trabalhos de gerencial, trabalho da nossa assessoria executiva, do nosso conselho de administração, que tem sempre nos pautados e nos determinado ações que cheguem nestes resultados. Então, para nós é um motivo de muito orgulho, muita satisfação e de responsabilidade dobrada para atender os indicativos e as ansiedades da população de Mato Grosso do Sul", comemorou.

Sobre a crise hídrica que tem sido assunto recorrente no país, Walter Carneiro Junior assegura que o abastecimento em MS está sob controle. "Nós garantimos segurança hídrica, e não vai faltar água. O período crítico desse ano já passou, porque agora a gente nota que as chuvas voltaram, a gente começa a conviver com a volta das chuvas que teve uma escassez muito grande esse ano", disse.

"Nós somos acostumados a ficar sem chuvas em julho, agosto e setembro, mas, esse ano começou em maio. Então os nossos mananciais não foram recompostos, os rios tiveram seus níveis muito baixos, nós somos abastecidos no Mato Grosso do Sul por duas bacias, sendo a do Rio Paraná e a do Rio Paraguai, isso exigiu da nossa companhia muita operação, muito investimento em novas formas de produção e muitos investimentos em gestão e qualidade de operação no nosso sistema. No último ano, nós perfuramos mais de 31 novos poços e super poços nas 68 localidades que nós administramos, e isso, nos deu uma tranquilidade de executar um planejamento de contingência hídrica que nós tivemos para não deixar faltar. Não faltou, não vai faltar. O período crítico já passou e daqui para frente a gente volta os nossos olhos para melhorar nossa operação nos sistemas. Ano que vem, quando voltar a época novamente, o ciclo de escassez de chuvas, estaremos preparados porque cada vez mais estamos trabalhando preventivamente com o planejamento, para garantir abastecimento para os nossos usuários, para a dona de casa, para a família sul-mato-grossense". ressaltou.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro (Foto: Divulgação/ Arquivo)

"A responsabilidade social da Sanesul está diretamente atrelada a ações sócio ambientais e a implantação de gestão com governança. Nós estamos com o nosso plano de negócios em plena execução, -2021 a 2026 - com ações socioambientais, também em parcerias com municípios para que a gente possa fazer um trabalho preventivo de recuperação de margens de rios, de áreas assoreadas, campanhas educacionais de meio ambiente, ações conjuntas nas escolas municipais e estaduais para conscientizar, e fazer com que as nossas crianças, os nossos jovens, despertem aquela vontade de preservação. Nós temos inúmeras campanhas institucionais que dentro de um calendário anual, a gente executa, como por exemplo no dia da árvore, nós doamos mais de 15 mil mudas em Mato Grosso do Sul. Fizemos uma série de plantio simbólico com autoridades do nosso Estado, e isso é com o intuito de despertar nas pessoas aquela vontade, aquela necessidade, aquele engajamento de boas práticas sustentáveis, para que a gente possa avançar cada vez mais", salientou o diretor-presidente da Sanesul.

Parceria - Ele ainda destacou os projetos realizados na área de inovação com Parceria Público Privada. "O maior deles é o que foi feito de maneira inédita no Mato Grosso do Sul, que foi a nossa Parceria Público Privada, primeira vez na história que o Estado consolida uma PPP dessa envergadura, desse tamanho, com R$3.8 milhões em investimentos, que começaram a acontecer já nesse ano. O o contrato está vigente desde o mês de fevereiro", informou.

"Nós temos o desafio de trazer para o saneamento básico um investimento do dinheiro privado. Então, a gente convenceu com um bom projeto a iniciativa privada de que vale a pena investir em saneamento básico, isso reflete diretamente na saúde das pessoas, na qualidade de vida do cidadão, nos índices de desenvolvimento humano dos municípios, crescimento econômico. Então, nós modelamos um bom projeto, apresentamos ao mercado em outubro do ano passado, contratamos um parceiro e isso está em execução, isso é inovação. Inovação também é os contratos de performance que nós estamos ajustando agora nos nossos maiores sistemas", ressaltou.

Segundo Walter Carneiro, as ações em Dourados já estão em pleno andamento. "Em Ponta Porã nós devemos contratar ainda esse ano, e no primeiro trimestre do ano que vem, Corumbá. A performance é buscar o parceiro para que faça investimento privado nos nossos sistemas, e com isso, tenha melhoria de gestão, diminua perda, tenha mais eficiência energética, tenha setorização na nossa distribuição de água, tenha capacidade de fazer a macro e a micro medição com implantação de válvulas redutoras de pressão, dando qualidade e eficiência e economicidade nos sistemas que a companhia opera", afirmou Walter Carneiro.

"Mato Grosso do Sul é um oasis em meio a um deserto. Quando você liga a grande mídia nacional, você vê o caos que é o saneamento básico no norte, nordeste, no norte do centro-oeste. Alguns estados se destacam, a nossa companhia está entre as cinco maiores companhias do Brasil, em termos de resultados. Todo ano quando nós publicamos o nosso balanço, são 26 empresas companhias estatais, nós estamos em 4º, 5º lugar em termos de resultados, e isso nós dá uma segurança de ter um encaminhamento que a gente enxerga ser de forma correta, porque nós temos um projeto vigente em andamento que garante os investimentos necessários para que a gente possa atender o que a nova legislação determina", acrescentou.

"A legislação do saneamento nos últimos dois anos mudou muito, exige demais das empresas, independente se é pública ou privada, antecipa metas e nos obriga a dar resultados. Nós temos que fazer entregas para a população. O cidadão comum, lá na ponta, não quer saber se a empresa é pública ou privada, ele quer uma água de qualidade, tratada, potável, certificada. A Sanesul, faz 12 mil coletas mensais nos seus sistemas de água para testar para o cidadão que aquela água que chega a casa dele é um produto de qualidade. E na área de esgotamento sanitário, o nosso desafio é expandir nossa rede de coleta, fazer novas estações de tratamento para que a gente possa avançar para universalização do esgoto, que pode levar a rede de esgoto para todas as casa de Mato Grosso do Sul", explicou.

"O cidadão vai ter disponível na frente da casa dele uma rede coletora, que vai coletar o seu esgoto doméstico, levar para a estação de tratamento, fazer o devido tratamento e devolver de forma 100% tratada para a natureza e para os nossos mananciais. O nosso desafio, então, é desenvolver, executar o projeto que está proposto para, nos próximos anos, nós conseguirmos alcançar uma meta. É um desafio que o governador Reinaldo Azambuja nos deu quando nós assumimos a direção da Sanesul, que é ser o primeiro Estado do Brasil a universalizar o esgotamento sanitário", finalizou.

O post Sanesul está entre as melhores empresas de saneamento do Brasil apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas