Diário Digital Secretária de Segurança vai apurar suposto atentado de Guarda contra motorista de aplicativo

Secretária de Segurança vai apurar suposto atentado de Guarda contra motorista de aplicativo

A SESDES (Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social) divulgou uma nota informando que vai apurar a denúncia contra um guarda municipal que, na noite desta quarta-feira (26),  teria disparado contra um motorista de aplicativo, no Bairro Lagoa Park, próximo ao Jardim Batistão, em Campo Grande. O caso foi registrado como tentativa de homicídio na […] O post Secretária de Segurança vai apurar suposto atentado de Guarda contra motorista de aplicativo apareceu primeiro em Diário Digital.

A SESDES (Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social) divulgou uma nota informando que vai apurar a denúncia contra um guarda municipal que, na noite desta quarta-feira (26),  teria disparado contra um motorista de aplicativo, no Bairro Lagoa Park, próximo ao Jardim Batistão, em Campo Grande. O caso foi registrado como tentativa de homicídio na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Conforme o registro da ocorrência, o motorista relatou que estava em frente ao Shopping Norte Sul quando uma mulher o contratou por R$15,00 para que ele a levasse até a Coophavila. A corrida teria sido combinada por fora, sem que a cliente acionasse o aplicativo.

Contou o motorista que durante o trajeto, na Rua Lagoa Grande, ele passou por um bar onde o tio da ex-esposa que é guarda municipal estava com amigos. O suspeito o teria reconhecido pelo carro e atirado.

O tiro, segundo o registro policial, acertou o vidro traseiro, passou pelo estofado da cabeça do motorista e atravessou a porta do veículo. Ele não ficou ferido, mas informou aos policiais que acredita que o tio da ex-esposa teria feito isso por desafetos anteriores, já que ele não aprovava o relacionamento do casal.

O motorista não soube informar o nome da passageira ou o contato dela.

Outra versão – Por meio de nota, a Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social informou que a denúncia não procede e que, no momento do ocorrido denunciado pelo motorista de aplicativo, “o guarda estava acompanhando sua sobrinha para o registro na Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) do crime de Ameaça (Violência Doméstica, art. 147/CP) praticado pelo mesmo motorista de aplicativo, com quem a sobrinha do GCM mantinha relacionamento por cerca de três anos”.

Ainda segundo a nota, a ex-esposa do motorista tem uma medida protetiva contra ele anterior aos fatos narrados ontem (26), por conta de ameaças.

“A SESDES, mesmo diante da controvérsia, informa que os fatos serão apurados com o rigor necessário e que o mencionado GCM entregou nesta data de forma espontânea a arma de seu porte funcional para a realização de perícia técnica”.

O post Secretária de Segurança vai apurar suposto atentado de Guarda contra motorista de aplicativo apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas