Diário Digital Serviço Social na Santa Casa acolhe e promove encontros entre familiares por vídeochamada

Serviço Social na Santa Casa acolhe e promove encontros entre familiares por vídeochamada

Em tempos de pandemia, o trabalho do Assistente Social se intensificou ainda mais. No acolhimento das famílias de pacientes internados pela COVID-19, sem deixar de atender os que estão aqui por outras patologias (não-COVID), através de ligações por vídeo. “A videochamada é um projeto que contribui significante para o paciente e seus familiares manterem a […] O post Serviço Social na Santa Casa acolhe e promove encontros entre familiares por vídeochamada apareceu primeiro em Diário Digital.

Em tempos de pandemia, o trabalho do Assistente Social se intensificou ainda mais. No acolhimento das famílias de pacientes internados pela COVID-19, sem deixar de atender os que estão aqui por outras patologias (não-COVID), através de ligações por vídeo.

“A videochamada é um projeto que contribui significante para o paciente e seus familiares manterem a comunicação, seja para informar sobre seu estado de saúde ou até mesmo para diminuir a saudade do ente querido e se sentirem mais próximo uns dos outros. O projeto é feito sob critério e para aqueles que não possuem um aparelho telefônico”, comentou.

Neste 15 de maio, Dia do Assistente Social, é preciso destacar a atuação do serviço na Santa Casa de Campo Grande pois foram 13.771 atendimentos em geral realizados apenas nos quatro primeiros meses de 2021.

A questão social sempre foi o foco do Serviço Social, que tem o objetivo de mediação entre os usuários e a instituição, visando facilitar o acesso da população aos serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Porém, com a pandemia, o serviço teve que se adaptar a esta nova realidade, onde as principais atribuições do Assistente Social neste período tem sido a conscientização dos familiares e acompanhantes dentro do hospital

Lícia Maria Navarro é assistente social há 38 anos na Santa Casa, e sabe bem o quanto esse contato entre eles é importante.

“Está sendo um período muito difícil, chegamos a um ponto em que os familiares confiam apenas naquilo que podemos passar, por conta das restrições das visitas presenciais. A angústia de não ver ou conversar com seu ente querido é muito complicado neste momento. Precisamos estar com uma estrutura psicológica bem equilibrada, pois em cada conversa virtual que acompanhamos também sentimos o medo e a segurança dos pacientes em relação a COVID-19, mas só de ter essa proximidade percebemos a melhora da aceitação do tratamento”, destacou.

Para evitar a possibilidade de transmissão do vírus dentro do hospital, por conta das vistas e trocas acompanhantes, a Santa Casa de Campo Grande, por meio do Comitê Interno de Enfrentamento à COVID-19, determinou a suspensão temporária dessas ações.

O post Serviço Social na Santa Casa acolhe e promove encontros entre familiares por vídeochamada apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas