Diário Digital Sistema de identificação prévia da Capital vai ajudar em vacinação no interior

Sistema de identificação prévia da Capital vai ajudar em vacinação no interior

A prefeitura de Campo Grande (MS) formalizou a cedência do sistema de identificação prévia ao Município de Sidrolândia para auxiliar e dar mais agilidade no processo de vacinação contra a Covid-19. O uso da ferramenta desenvolvida pela Agência Municipal de Tecnologia e Informação (Agetec), em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), reduz significativamente […] O post Sistema de identificação prévia da Capital vai ajudar em vacinação no interior apareceu primeiro em Diário Digital.

A prefeitura de Campo Grande (MS) formalizou a cedência do sistema de identificação prévia ao Município de Sidrolândia para auxiliar e dar mais agilidade no processo de vacinação contra a Covid-19. O uso da ferramenta desenvolvida pela Agência Municipal de Tecnologia e Informação (Agetec), em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), reduz significativamente o tempo de atendimento de cada paciente e proporciona maior controle e transparência a todo o processo.

Durante videoconferência realizada nesta manhã, com a participação de técnicos e da prefeita interina do município do interior, Vanda Cristina Camilo, o prefeito da Capital, Marquinhos Trad, destacou a importância da colaboração e troca de experiências a fim de contribuir para que seja possível atingir o objetivo de vacinar o maior número de pessoas de forma mais célere e eficaz.

“É uma satisfação poder contribuir com outros municípios. Hoje, atingimos a marca de mais de 25% da nossa população vacinada, resultado do planejamento, organização e empenho de todos os envolvidos neste processo. E ter ferramentas como esta que contribuem para dar mais transparência e celeridade no trabalho é fundamental pra qualquer gestor. Portanto, nada mais justo que a gente possa compartilhar nossas experiências que certamente serão fundamentais nessa corrida pela vida”, destaca.

O diretor-presidente da Agetec, Paulo Fernando Garcia Cardoso, ressalta que o município de Campo Grande teve uma iniciativa inovadora ao desenvolver a ferramenta Monitora Saúde, em março de 2020, ajudando as equipes da Sesau a monitorar e realizar a triagem on-line através desse sistema. Além disso, ainda segundo o diretor-presidente, no começo de 2021 a Capital teve a necessidade de efetuar a vacinação e, então, para tornar o processo mais célere e transparente, foi criado o vacinômetro e o cadastro prévio on-line, já que o Governo Federal não tinha uma ferramenta específica para a vacinação e ainda não tem.

“Criamos um outro módulo dentro do monitora saúde para que as pessoas pudessem ao invés de irem até o local, preencher uma planilha em papel, formar fila e entregar a documentação de forma presencial, elas pudessem fazer tudo isso de forma on-line e, ao chegar no local para serem vacinadas, apenas terem que dizer seu CPF. É uma economia de tempo e ainda ajuda a evitar aglomerações”, justifica.

O sistema também é uma importante e estratégica ferramenta de gestão, sendo possível estimar a quantidade de doses necessárias para atender um grupo específico a partir do número de pessoas cadastradas. Outro diferencial criado pela Prefeitura de Campo Grande, o vacinômetro permite aos campo-grandenses acompanhar em tempo real o número de pessoas que estão sendo vacinadas na Capital. A ferramenta está hospedada no site: www.campogrande.ms.gov.br/sesau/vacinacg, onde é possível ter acesso a outras informações, como calendário, locais e horários de vacinação e também no relógio da rua 14 de Julho.

“Ações como essas permite aos gestores maior eficácia sobre a gestão da informação, principalmente nesses momentos de pandemia em que vivemos, onde a informação precisa chegar o mais rápido às mãos do gestor para tomadas de decisões”, complementa o secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho.

Atualmente, em Campo Grande, o sistema está aberto para 29 públicos distintos, divididos em idade, categoria profissional, etnias e grupos especiais. A inserção de novos públicos para cadastramento é feita na medida em que há definição de envio de novas doses e as etapas de vacinação sejam executadas.

Além de Sidrolândia, outros municípios do interior do Estado, como Mundo Novo, Terenos e Coxim, já manifestaram interesse pela tecnologia.

Como funciona?

A pessoa apta a receber a vacina acessa o site http://vacina.campogrande.ms.gov.br, através de um dispositivo conectado à internet, realiza o seu cadastro uma única vez e preenche os dados obrigatórios exigidos pelo Ministério da Saúde.

Antes de finalizar a identificação, a pessoa deverá enviar pelo sistema os documentos de identificação obrigatórios para a vacinação (carteira de conselho da categoria; e/ou documento com foto; e/ou documento de vínculo empregatício; dentre outros).

Finalizada a identificação, a pessoa poderá se dirigir até os locais de vacinação definidos pela Sesau/Prefeitura de Campo Grande, e informar aos responsáveis nesses locais que já realizou a identificação pelo sistema.

Em um segundo momento e conforme a logística de distribuição das vacinas, a Sesau irá informar através desse sistema a data e o local de vacinação da pessoa já identificada, como forma de diminuir as filas e o tempo de permanência nesses locais, evitando aglomerações.

A identificação pelo sistema não é obrigatória, quem não conseguir preencher os dados online poderá se dirigir aos locais de vacinação tendo em mãos os documentos obrigatórios de identificação.

O post Sistema de identificação prévia da Capital vai ajudar em vacinação no interior apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas