Sorveteria é furtada duas vezes em 24 horas

Uma sorveteria localizada na Pilad Rebuá, região central de Bonito, foi furtada duas vezes em menos de 24 horas, causando um prejuízo de quase R$ 2 mil ao proprietário. O suspeito do crime foi identificado pelas gravações da câmera de segurança do local. Segundo relato do proprietário, o primeiro furto aconteceu por volta das 4h15 […] O post Sorveteria é furtada duas vezes em 24 horas apareceu primeiro em Diário Digital.

Uma sorveteria localizada na Pilad Rebuá, região central de Bonito, foi furtada duas vezes em menos de 24 horas, causando um prejuízo de quase R$ 2 mil ao proprietário. O suspeito do crime foi identificado pelas gravações da câmera de segurança do local.

Segundo relato do proprietário, o primeiro furto aconteceu por volta das 4h15 de terça-feira (12), quando na ocasião o ladrão amassou a grade de proteção e forçou a maçaneta da porta de vidro para entrar, levando R$ 1,1 mil em dinheiro do caixa.

Como era período de feriado e o comércio estava bastante movimentado, o proprietário deixou para registrar o boletim de ocorrência no dia seguinte, mas durante a madrugada do de quarta-feira (13), por volta das 2h55, o ladrão voltou ao local e realizou um novo furto, dessa vez, quebrando a grade e a fechadura da porta de blidex e levando R$ 100 em moedas, que ficaram no caixa para troco.

O dono do local procurou a Delegacia de Polícia Civil de Bonito, durante a manhã desta quarta-feira, narrando os fatos e apresentando as imagens do suspeito, que teria usado uma bicicleta para fugir.

Com as informações, os policiais foram até o suspeito, um homem de 20 anos, que acabou confessando os furtos. Do montante furtado, foram recuperados apenas um valor de R$ 5,65 em moedas, que ainda estavam guardados no envelope do comercio.

Somando o total furtado, mais os danos provocados na grade e na fechadura, o proprietário estimou um prejuízo mínimo de R$ 1,8 mil.

(Informação Bonito Mais)

O post Sorveteria é furtada duas vezes em 24 horas apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas