“Vídeo de biquíni me libertou”, diz Miss Plus Size vítima de preconceito

A Miss Mato Grosso do Sul Plus Size 2020, Regina Torres, de 28 anos, foi vítima de diversos comentários preconceituosos e pejorativos em suas redes sociais e até por pessoas de seu convívio, por aplicativo de mensagem de celular, depois de postar um vídeo do resultado da sessão de bronzeamento que havia feito, em Três […] O post “Vídeo de biquíni me libertou”, diz Miss Plus Size vítima de preconceito apareceu primeiro em Diário Digital.

A Miss Mato Grosso do Sul Plus Size 2020, Regina Torres, de 28 anos, foi vítima de diversos comentários preconceituosos e pejorativos em suas redes sociais e até por pessoas de seu convívio, por aplicativo de mensagem de celular, depois de postar um vídeo do resultado da sessão de bronzeamento que havia feito, em Três Lagoas (MS). Só que desta vez, diferente de situações anteriores, ela preferiu não fugir e teve o apoio do marido que se pronunciou publicamente.

A história da Regina não se difere em quase nada da vida de muitas mulheres que são ou pelo menos se sentem “gordas”.  Palavra pouco usada abertamente para não ofender as chamadas “pessoas que sofrem de obesidade ou estão acima do peso”, como se ser gorda fosse um defeito. Foi assim que Regina se sentiu por longos anos depois da gestação de seu casal de filhos: “defeituosa”.

“Eu sempre fui magra, mas na minha primeira gestação engordei 10kg. Voltei ao meu corpo de antes, só que as estrias passaram a me incomodar. Já deixei de usar determinadas roupas”, conta a Miss Plus Size.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Regina aos 17 anos, grávida de sua primeira filha (Divulgação)

Este foi o início de um processo doloroso psicologicamente para Regina que se manifestava aos poucos, sem que ela imaginasse as proporções do estrago. “Na segunda gestação engordei ainda mais, vieram mais estrias, flacidez e entrei em depressão. Quando meu segundo filho nasceu, não queria ver ninguém, fui morar na fazenda onde eu ganhei mais peso”.

A principal cobrança sobre as mudanças que estavam acontecendo no corpo de Regina surgiu da família. Para ela, um peso muito mais difícil de suportar do que os quilos que ganhou ao longo dos anos. “Quando voltava para a cidade visitar os parentes passava por vários constrangimentos na família. Eles faziam muitas piadas porque eu era magra e tinha engordado, falavam receitas malucas de emagrecimento e eu fazia para agradar as pessoas”, explicou.

Foi o marido de Regina quem sempre esteve ao lado dela e assistindo a agonia da companheira, um dia a colocou de frente para o espelho. “Meu marido comprou um espelho enorme e me fez olhar, disse que eu era linda e tinha que deixar para trás a opinião das pessoas, pois nunca seria capaz de agradar a todos. Eu chorei muito, mas foi nesse momento que entendi que precisa me amar porque minhas cicatrizes, meu peso, faziam parte da minha história, das minhas gestações”.

Depois da sua terceira gravidez, Regina voltou a morar na cidade e aprendeu a conviver com a nova mulher que havia surgido de suas experiências. Passou a dançar, fazer caminhada, cuidar da saúde e do corpo por bem-estar e não pelas críticas. Com o apoio do marido se inscreveu no concurso de Miss Mato Grosso do Sul Plus Size 2020 e levou o título.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Regina Barbosa, Miss Mato Grosso do Sul Plus Size 2020 (Reprodução/Facebook)

No último fim de semana, ela postou nas redes sociais um vídeo, sem nenhum filtro, mostrando suas marquinhas de biquíni após sessão de bronzeamento natural e, para sua surpresa, recebeu trechos de conversas por WhatsApp de amigos do marido criticando seu corpo. Homens questionando como o esposo conseguia estar com uma mulher com “aquele corpo, cheia de estrias”.

“Eu chorei bastante e meu marido ficou indignado”. Foi então que Deivid Ozanik resolveu se pronunciar publicamente e, sem citar nomes, postou um vídeo em defesa da esposa.  “Eu quero que vocês sejam felizes com a família de vocês e deixem a minha em paz. Se minha mulher é gorda ou magra, não interessa a nenhum de vocês. Eu me sinto bem com ela, do jeito que ela é. Agora, vocês para mim não interessam”, disse o marido de Regina nas redes sociais.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Regina mostra marquinhas de biquíni após bronzeamento (Reprodução/Vídeo)

Ao longo de 12 anos de relacionamento com Deivid e a maturidade, a atual Miss Mato Grosso do Sul Plus Size aprendeu a se mostrar, ao invés de se esconder na fazenda. Ser a voz e o rosto de tantas outras mulheres vítimas da gordofobia - preconceito ou intolerância contra pessoas gordas.

“Esse bronze me trouxe a liberdade de ser quem eu sou de verdade. Foi um choque de realidade para mostrar que todos somos livres. Se mulheres magras, saradas, podem postar um vídeo assim, por que a gorda tem que virar motivo de piada?”, questiona a Miss.

O post “Vídeo de biquíni me libertou”, diz Miss Plus Size vítima de preconceito apareceu primeiro em Diário Digital.