Diário Digital Voluntários levam quase 2 toneladas de alimentos para animais afetados pelas queimadas

Voluntários levam quase 2 toneladas de alimentos para animais afetados pelas queimadas

Sensibilizados com a situação dos animais no Pantanal de Corumbá, devido aos focos de queimadas que devastam grande parte da maior área alagada do planeta, 52 pessoas, entre voluntários e policiais militares ambientais, levaram quase 2 toneladas de alimentos até a Estrada Parque. A ação faz parte da operação “SOS Animais do Pantanal”, que teve […] O post Voluntários levam quase 2 toneladas de alimentos para animais afetados pelas queimadas apareceu primeiro em Diário Digital.

Sensibilizados com a situação dos animais no Pantanal de Corumbá, devido aos focos de queimadas que devastam grande parte da maior área alagada do planeta, 52 pessoas, entre voluntários e policiais militares ambientais, levaram quase 2 toneladas de alimentos até a Estrada Parque.

A ação faz parte da operação “SOS Animais do Pantanal”, que teve início no domingo, 04 de outubro. Foram aproximadamente 40 km percorridos na Estrada Parque. Os voluntários deixaram tambores, que foram cortados, para servirem como base dos alimentos, tipo cocho, em 13 pontos estratégicos.

Para um dos organizadores da campanha em Corumbá, Jeferson Braga, a ação alcançou o objetivo e o resultado foi extremamente positivo. Mas, acertos e erros devem ser analisados para as próximas etapas. “Foi excelente, conseguimos cumprir com sucesso todas as fases mesmo sem nunca ter participado de algo parecido. Faremos uma avaliação dos acertos e daquilo que precisamos melhorar. Podemos dizer que foi uma ação bem organizada”, afirmou Jeferson.

Braga ainda ressaltou que a ação deve continuar por mais três meses e que grupos de Campo Grande também devem estar na região fazendo a distribuição desses alimentos. No domingo, cada veículo seguiu com dois grupos, que levavam 250 kg de frutas. Ovos também foram distribuídos na mata.

“A gente vai diminuir o tempo de arrecadação por conta das frutas e do calor e vamos aguardar uma posição da organização de Campo Grande, pois eles estão com grande quantidade de alimentos também. O grupo Rota Verde já está no Buraco das Piranhas e deve fazer o reabastecimento nesta semana. Vamos permanecer com a ação ao longo desses três meses, se assim for necessário”, explicou Braga.

Participando da ação ao lado da esposa, o gerente bancário, Luiz Carlos Júnior, afirma que resolveu “abraçar” a ideia diante do cenário desolador que o Pantanal está vivendo. “Sei que não estou fazendo nem 1% do que o Pantanal precisa neste momento. Ao percorrer a Estrada Parque, que foi atingida pelas queimadas, vi um cenário de destruição, sem contar o forte calor e açudes secando, o que faz com que alguns animais tenham dificuldades de encontrar alimentos e por isso deixamos os cochos ali, para o mínimo possível que eles possam sobreviver”, mencionou Luiz Carlos frisando que, “é preciso fazer algo imediato e eu e minha esposa estamos à inteira disposição”, completou.

Os voluntários fazem parte de grupos organizados de amigos, de Corumbá e Campo Grande, sob orientação de outro grupo organizado no Mato Grosso. Eles se uniram para arrecadar alimentos na última semana. O grupo movimentou moradores que se comoveram e juntos, encararam a força-tarefa. Em Corumbá, uma academia, entre as ruas Gonçalves Dias de Firmo de Matos e a sede da Polícia Militar Ambiental (PMA), que dá apoio à ação, foram os pontos de coleta das frutas que contêm bastante líquido, como melancia, melão, maçã e banana.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Alimentos foram colocados em 13 pontos ao longo de 40 quilômetros (Foto: Divulgação)

(Com informações: Diário Corumbaense)

O post Voluntários levam quase 2 toneladas de alimentos para animais afetados pelas queimadas apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas