Cidades Equipe mista do Brasil é prata no Mundial de Revezamentos

Equipe mista do Brasil é prata no Mundial de Revezamentos

O Brasil conquistou neste domingo (2) a medalha de prata na prova do revezamento 4×400 metros misto do Campeonato Mundial de Revezamentos, realizado no estádio da Silésia, na cidade de Chorzow (Polônia). Esta prova estreará no programa olímpico nos Jogos de Tóquio. O time brasileiro já estava qualificado para a Olimpíada, pois foi finalista no […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Foto: Fernando Reis/CBAt

O Brasil conquistou neste domingo (2) a medalha de prata na prova do revezamento 4×400 metros misto do Campeonato Mundial de Revezamentos, realizado no estádio da Silésia, na cidade de Chorzow (Polônia). Esta prova estreará no programa olímpico nos Jogos de Tóquio. O time brasileiro já estava qualificado para a Olimpíada, pois foi finalista no Mundial de Doha (2019).

Neste domingo, a equipe formada por Anderson Henriques, Tiffani Marinho, Geisa Coutinho e Alison Santos completou a prova em 3min17s54, atrás da primeira colocada Itália (3min16s60) e à frente da República Dominicana, que ficou com o bronze com o tempo de 3min17s58.

“Tínhamos o objetivo de brigar pela medalha. Conseguimos a prata, o que é um grande reconhecimento pelo trabalho de toda a equipe. Já estávamos garantidos em Tóquio e agora já temos vaga assegurada para o Campeonato Mundial do Oregon [2022]. Todos estão muito felizes e que bom dar um resultado para os atletas dos 400 metros”, declarou o treinador Evandro Lazari à Confederação Brasileira de Atletismo.

Desclassificação no 4×100 masculino

O Brasil também disputou neste domingo a final do revezamento 4×100 metros masculino, defendendo o título conquistado em 2019. Porém, a equipe brasileira, formada por Rodrigo Nascimento, Felipe Bardi, Derick e Paulo André Camilo de Oliveira foi desclassificada após completar a prova em segundo lugar. A eliminação veio porque Derick Souza pisou na linha da raia.

Outra desclassificação brasileira aconteceu no último sábado, quando a equipe do 4×100 metros feminino foi desqualificado após vencer a primeira série semifinal porque a atleta Ana Carolina de Azevedo teve um desequilíbrio e também pisou na linha da raia.

Últimas