Meio Ambiente

Cidades Exposição ‘A(mar)’ alerta para descarte de lixo em ambientes marinhos

Exposição ‘A(mar)’ alerta para descarte de lixo em ambientes marinhos

Será aberta, neste sábado (3), a partir das 19h, a exposição fotográfica A(mar), promovida pelo projeto de extensão Mares sem plástico, do Departamento de Química da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). A mostra, que vai ocorrer presencialmente até o dia 31 de julho, no restaurante Buckminster, em João Pessoa, tem o objetivo de conscientizar a […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Exposição reúne imagens de André Medeiros e Aryelli Fernandes (Foto: Divulgação)

Será aberta, neste sábado (3), a partir das 19h, a exposição fotográfica A(mar), promovida pelo projeto de extensão Mares sem plástico, do Departamento de Química da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). A mostra, que vai ocorrer presencialmente até o dia 31 de julho, no restaurante Buckminster, em João Pessoa, tem o objetivo de conscientizar a população sobre o impacto do descarte de resíduos sólidos em ambientes marinhos e costeiros. A entrada é gratuita.

As 36 imagens, de autoria dos fotógrafos André Medeiros, de Recife-PE, e Aryelli Fernandes, de João Pessoa, registram esse impacto para o meio ambiente e algumas ações do projeto nas praias da capital paraibana. Todas as fotografias estarão à venda e a renda será destinada para subsidiar o próprio Mares sem Plástico. A exposição já está ocorrendo no formato online pelo Instagram @amar.expo desde o mês passado.

De acordo com a idealizadora da mostra e coordenadora do projeto de extensão, a professora Cláudia de Oliveira, desde 2019, ano em que foi iniciado, o Mares sem Plástico já retirou do ambiente marinho e costeiro aproximadamente meia tonelada de resíduos, por meio de mutirões de limpeza nas praias de João Pessoa.

Além disso, são realizadas diversas ações de educação ambiental para alertar sobre a influência das ações de cada cidadão para a preservação das espécies da flora e da fauna que compõem o ecossistema aquático.

O projeto envolve uma equipe de 16 integrantes, entre docentes e estudantes de graduação e de pós-graduação dos Centros de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN), de Ciências da Saúde (CCS) e de Tecnologia e Desenvolvimento Regional (CTDR).

Últimas