Cidades Exposição ‘Nascentes’ está aberta no Celeiro Espaço Criativo

Exposição ‘Nascentes’ está aberta no Celeiro Espaço Criativo

Um registro fotográfico que traz as nascentes dos principais rios que cortam

Portal Correio

Um registro fotográfico que traz as nascentes dos principais rios que cortam o território de João Pessoa. Este é o tema da exposição ‘Nascentes’, que está aberta ao público, no Espaço Celeiro Criativo, localizado na Avenida João Cirilo da Silva, 850, Altiplano, na Zona Leste da Capital. Respeitando os protocolos sanitários, a visitação ao espaço é feita com agendamento, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Leia também:

Secult convoca artistas que ainda não assinaram contrato da Lei Aldir Blanc

A exposição é uma parceria da Secretaria de Meio Ambiente (Semam) com o Celeiro Espaço Criativo. O registro fotográfico reúne 64 imagens, produzidas durante visitas de campo feitas pelos geógrafos, biólogos, engenheiros ambientais e demais profissionais que atuam na Diretoria de Estudos e Pesquisas (Diep) da Semam. O trabalho resultou ainda na elaboração do Relatório Nascentes.

A exposição está aberta na galeria do Celeiro Espaço Criativo e, no salão principal, segue a mostra de Artesanato e Artes Visuais. O agendamento é feito comportando até 10 pessoas, no máximo. Grupos familiares ou grupos de turistas poderão agendar pelo telefone 3252-2100.

As visitas espontâneas serão mantidas, mas haverá preferência pelo agendamento, podendo permanecer no prédio até dez pessoas. Esse número considera as dimensões do espaço para exposição, respeitando a distância recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela Secretaria Municipal de Saúde, de um metro e meio entre os visitantes. O Celeiro está disponibilizando álcool em gel na galeria e a entrada só é permitida com a utilização de máscara.

Celeiro Espaço Criativo

O Celeiro começou 2020 passando por reformas e manutenção predial em alguns ambientes, mas continuou funcionando, sem interromper as atividades. Somente foram interrompidas as atividades após o início da pandemia do novo coronavírus e em respeito aos decretos municipais.

Últimas