Folha Vitória A cada 10 capixabas, 4 estão completamente imunizados contra covid-19

A cada 10 capixabas, 4 estão completamente imunizados contra covid-19

As doses de reforço também estão sendo contabilizadas. De acordo com os dados do Painel, mais de 43 mil capixabas já receberam a terceira dose da vacina contra covid-19

Folha Vitória
Foto: André Sobral / PMV
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mais de 1 milhão e 500 mil segundas doses da vacina contra covid-19 foram aplicadas no Espírito Santo. Além disso, mais de 100 mil pessoas receberam imunizantes de dose única. De acordo com dados do Painel de Vacinação do Governo do Estado, 41,2% dos capixabas já foi imunizado com as duas doses. 

As doses de reforço também estão sendo contabilizadas. De acordo com os dados do Painel, mais de 43.900 capixabas já receberam a terceira dose da vacina contra covid-19.

Além disso, ainda segundo os dados do Painel, mais 73% dos capixabas estão parcialmente imunizados. Ao todo, foram aplicadas 2.856.265 primeiras doses.

Vacinação avança no segundo semestre de 2021 

Agosto deste ano foi o mês em que mais pessoas completaram o esquema vacinal no Estado. De acordo com dados do painel, foram 481.829 segundas doses aplicadas. A maioria, 352.579, doses da AstraZenca. 

No mês de setembro, já foram aplicadas 292.800 segundas doses. A expectativa é de aumentar ainda mais este número, já que está previsto para o fim de semana um mutirão de vacinação em todo o Espírito Santo

Na Grande Vitória, os municípios de Serra e Vitória vão aplicar vacinas contra a covid-19 sem a necessidade de agendamentos. Em Cariacica, 18 mil vagas estão disponíveis para aplicação.

Mais de 309 mil não retornaram para 2ª dose no ES

Mais de 309 mil pessoas ainda não retornaram às unidades de saúde do Espírito Santo para tomar a segunda dose da vacina contra a covid-19. A informação foi divulgada na última quinta-feira (22) pelo subsecretário estadual de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin.

Em um vídeo divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Reblin afirma que o estado registrou um aumento do número de pessoas que deixam de tomar a segunda dose, e que tal situação tem deixado a Sesa preocupada.

"Nós, da Secretaria Estadual de Saúde estamos muito preocupados com o aumento bastante significativo de pessoas que não retornam para tomar a segunda dose", destacou.

Ele explica ainda que a segunda dose do imunizante é fundamental para consolidar a proteção da pessoa contra o novo coronavírus.

"Nós temos repetido, desde o início da vacinação, que a primeira dose ativa o sistema imunológico e dá a primeira reação. Mas o que, de fato, consolida a imunidade do indivíduo é a segunda dose", frisou.

Últimas