Folha Vitória A importância do Strategic Sourcing para área de suprimentos

A importância do Strategic Sourcing para área de suprimentos

O Strategic Sourcing é um recurso essencial para os negócios. É por meio dele que se pode avaliar todos os aspectos que dizem respeito à compra de um produto, facilitando na compreensão de quais implicações sua aquisição traz para a empresa.

Folha Vitória
Foto: Divulgação/DINO
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Com a metodologia do Strategic Sourcing, analisam-se os custos dos materiais de abastecimento, a capacidade de negociação da empresa com seus fornecedores, priorização dos insumos etc. 
 
Desta forma, ele tem como objetivo averiguar e analisar os custos de abastecimento dos recursos. Assim, permite que se crie uma estratégia de compras, com tomada de decisão orientada aos dados e assertiva, culminando em uma maior rentabilidade para o negócio. 

Para Ballou (2006, p.357) “o setor de compras ocupa uma posição importante na maioria das organizações, pois os insumos comprados representam geralmente de 40 a 60% do valor final das vendas de qualquer produto”.

 
Mas não basta saber o que é esta metodologia para colocá-la em prática. É preciso compreender com clareza o grau da sua importância para as organizações, bem como os meios de utilizá-la. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue lendo para saber qual a importância do Strategic Sourcing e como aplicá-lo na área de suprimentos! 

A importância do Strategic Sourcing 

 
O Strategic Sourcing supera as práticas tradicionais de abastecimento, que consideram prioritariamente o preço dos insumos. Ele contempla o custo total da propriedade. Ou seja, funciona por meio da definição de quais dos custos têm uma maior importância na compra de cada bem ou serviço. 
 
Assim, o Strategic Sourcing é importante porque propicia à empresa maior economia associada à maior qualidade em suas compras. Ou seja, aumenta consideravelmente o custo-benefício das aquisições na gestão de suprimentos.  
 
Isso afeta a saúde do negócio, não apenas por uma redução nos custos. A metodologia permite que o emprego de melhores condições de compra, associados aos custos compatíveis a estas condições seja utilizado em favor da fabricação de melhores produtos ou do fornecimento de serviços de maior qualidade. 
 
Assim, contribui para uma economia financeira nas compras, equilibrada com um aumento de qualidade na oferta de bens e serviços que pode propiciar aumento das vendas. E isto tem um impacto direto sobre a rentabilidade da organização!

Segundo a ILOS (2008) no Panorama ILOS “strategic sourcing” apontavam que 46% das grandes empresas brasileiras não utilizavam processos estratégicos formalizados ou padronizados para a aquisição de bens e serviços. Já no exterior a mesma pesquisa apontou que 72% das maiores empresas de um grupo de 31 países possuíam estes mesmos processos padronizados de gestão de compras.” Observando-se que a “strategic sourcing” não é muito aplicada no Brasil.

Aplicação do Strategic Sourcing na área de suprimentos 

 
Para construir e utilizar com eficiência uma boa Matriz Estratégica de Abastecimento, é preciso ir além da identificação dos fornecedores e seus preços. É necessário realizar uma ampla pesquisa de mercado a fim de posicionar o negócio em relação às necessidades dos clientes e a realidade do mercado. 
 
Então, para começar, é preciso fazer uma Análise de SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats). Literalmente, analisar as forças e fraquezas da companhia frente às oportunidades e ameaças do mercado. Esta análise melhora a capacidade de negociação e aprimora a competitividade da empresa, sendo essencial para as estratégias de abastecimento. 
 
Vale destacar que o uso da Análise de SWOT em conjunto a Teoria das Cinco Forças de Porter permite compreender o mercado fornecedor e consumidor. Assim, a empresa pode criar as estratégias de abastecimento que melhor se adequem ao cenário do mercado. 
 
Por fim, cabe destacar que para aplicar com alta efetividade o Strategic Sourcing, é crucial lançar mão da base de dados da própria empresa. Analisar os dados da gestão de suprimentos de períodos anteriores permite criar uma priorização para os insumos e definir melhor os limites de custo para cada um de forma a alavancar a rentabilidade do negócio. 

Últimas