Folha Vitória Advogadas presas: polícia vai continuar na busca por suspeitos de integrar quadrilha

Advogadas presas: polícia vai continuar na busca por suspeitos de integrar quadrilha

Durante operação, sete pessoas foram detidas. Armas, drogas, dinheiro e até um drone foram apreendidos

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas em Vitória e Vila Velha foram presos, nesta segunda-feira (28), durante a Operação Concórdia, realizada pela Polícia Civil. A ação foi realizada para desarticular uma organização criminosa responsável por diversos homicídios e a venda de entorpecentes. Armas, celulares, drogas, dinheiro e até um drone foram apreendidos.

Segundo o delegado titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha, Tarik Souki, até o ano passado o grupo estava unido no controle do tráfico de drogas no bairro Divino Espírito Santo, no município. "Eles eram unidos, o lucro era dividido entre eles. Mas em determinado momento, alguns queriam ficar com partes maiores, o que gerou a separação e os vários homicídios", contou. 

Ao todo, sete pessoas foram detidas. Dentre elas, duas advogadas. Segundo a policia, elas eram responsáveis por levar informações de dentro para fora dos presídios. "Elas levavam informações do mundo exterior para dentro dos presídios e trazer informações dos líderes que estão presos. Desta maneira, os criminosos informavam quem seria executado ou quem seria excluído ou incluído do tráfico", disse. 

Com as suspeitas a policia apreendeu celulares, computador e diversas anotações. Representantes da Ordem dos Advogados (OAB) acompanharam as prisões. De acordo com eles, as advogadas se declararam inocentes e serão acompanhada pelo órgão. 

O delegado destacou que a busca por outros suspeitos devem continuar nos próximos dias. A polícia informou que a organização é responsável por cometer pelo menos cinco homicídios na Grande Vitória. O mais recente, teria ocorrido no dia 15 de agosto, na Ilha do Boi, em Vitória. O alvo do crime foi Erick Isaac Fragoso Meireles, de 25 anos. 

Segundo a policia, no momento em que a vítima estava saindo da praia com a esposa e os filhos, homens em duas motos e um carro cercaram a vítima e efetuaram diversos disparos. O jovem foi morto com 18 tiros. Os suspeitos fugiram. 

Ainda durante a operação, uma mulher de 23 anos que estava com mandado de prisão em aberto também foi presa. Para a polícia, ela seria a companheira do chefe do tráfico da região do bairro Divino Espirito Santo. O marido dela, que também era alvo da operação, ainda está foragido.

Além do suspeitos, dois revólveres calibre 38, celulares, drogas, pés de maconha, R$ 4 mil reais em dinheiro, um fuzil falso e um drone foram apreendidos. A polícia acredita que o equipamento era usado para monitorar o tráfico na região. 

*Com informações do repórter Vitor Moreno, da TV Vitória/ Record TV.

Últimas