Folha Vitória Advogados suspeitos em ajudar criminosos em presídio são presos em operação do MPES

Advogados suspeitos em ajudar criminosos em presídio são presos em operação do MPES

Eles estão sendo levados ao longo do dia para a sede do Gaeco em Vila Velha e são acompanhados por comissão da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-ES)

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Advogados presos na Operação Armistício, deflagrada pelo Ministério P´úblico do Espírito Santo (MPES), foram levados para a sede do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em Vila Velha, na manhã desta segunda-feira (19). 

Eles são investigados por promoverem comunicação entre internos do sistema prisional e organizações criminosas e foragidos da Justiça. 

A operação está com nove mandados contra advogados. Mas nem todos foram presos. A operação foi acompanhada pela Comissão de Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). 

Os nomes dos suspeitos não foram divulgados.

Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A TV Vitória acompanhou a chegada de duas advogadas detidas no final da manhã. Uma delas estava com o rosto coberto. A outra permaneceu num carro descaracterizado do Gaeco.

A comunicação promovida pelos advogados, segundo o Ministério Público,  colaborava com os crimes de tráfico de drogas, aquisição de armamentos e munições, planejamento de homicídios, queima de ônibus e outras ações violentas. Os fatos foram confirmados por meio de provas obtidas após interceptações telefônicas e diligências.

Mais informações em instantes. 

Leia também: Presos integrantes de organização criminosa são transferidos do ES para presídio federal

Leia também: Advogados do ES são alvos de operação contra organização criminosa

Últimas