Folha Vitória Aeroporto de Linhares: nova pista deve ser entregue com um ano de atraso

Aeroporto de Linhares: nova pista deve ser entregue com um ano de atraso

Pista deve ser finalizada ainda neste primeiro semestre ao custo de R$ 36 milhões. Novo terminal, porém, só deve ser construído posteriormente

Folha Vitória
Foto: Divulgação/Prefeitura de Linhares
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Prevista inicialmente para ser entregue no primeiro semestre de 2020, a nova pista do Aeroporto de Linhares, no Norte do Estado, deve ser totalmente finalizada ainda neste primeiro semestre, ou seja, com um ano de atraso. As obras estão orçadas em R$ 36 milhões, segundo o governo do Estado. O novo terminal de passageiros, no entanto, só deve ser construído posteriormente.

Para que a nova pista não seja entregue sem que o aeroporto possa operar, o atual espaço de embarque e desembarque deve passar por adequações até que o novo seja erguido no local. O governo do Estado utilizará recursos próprios para essa finalidade.

"O projeto está em fase de elaboração de termo de referência para confecção de edital de contratação das obras, mas ainda não há valores e prazos", informou por nota a Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi).

A reforma da atual estrutura de embarque e desembarque não vai interferir na construção do novo terminal de passageiros, acrescentou o governo estadual. Pelo projeto inicial, o espaço deve ficar 25 vezes maior que o que existe hoje, com 2.160 metros quadrados.

Obras no aeroporto começaram em 2018

As intervenções no aeroporto regional começaram em julho de 2018 com a construção da nova pista de pouso e decolagem. A antiga tinha 1.350 metros. Já a nova terá 1.860m, ou seja, maior até que a do antigo Aeroporto de Vitória. A Prefeitura de Linhares foi quem cedeu o terreno para o novo aeroporto.

Foto: Divulgação/Prefeitura de Linhares
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O novo pátio vai ter capacidade de oito posições, sendo duas para aeronaves de modelo A319-100; duas para EMB-110; duas para EMB-120 e duas para S-76 (helicóptero). Além disso, está prevista a construção de estacionamento com capacidade para cerca de 200 veículos.

O aeroporto como está hoje só recebe aviões de pequeno porte e helicópteros. Com isso, quem precisa pegar voos para outros Estados só consegue indo para Vitória.

Últimas