Folha Vitória Agente penitenciário avança semáforo e aponta arma para guardas municipais de Vila Velha

Agente penitenciário avança semáforo e aponta arma para guardas municipais de Vila Velha

O caso aconteceu durante uma abordagem da Guarda Municipal; o agente teria transitado de moto no canteiro da avenida e ultrapassado sinais vermelhos

Folha Vitória
Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um agente penitenciário apontou uma arma para uma equipe da Guarda Municipal durante uma abordagem na Avenida Carlos Lindemberg, em Vila Velha. O homem foi abordado pelos guardas após ser visto passando de moto pelo canteiro central da rodovia e ultrapassando sinais vermelhos.

O agente, de 62 anos, e os guardas municipais envolvidos na ocorrência foram conduzidos para a Delegacia Regional de Vila Velha, por volta das 7h, desta quarta-feira (14).

De acordo com informações da Guarda Municipal de Vila Velha, o agente penitenciário foi visto atravessando, de moto, por cima do canteiro central da avenida. Ele seguia sentido Vitória e momentos depois também foi visto ultrapassando três semáforos vermelhos.

Ainda segundo a Guarda, a abordagem aconteceu cerca de dois quilômetros depois e o homem ficou exaltado. Neste momento, ele sacou a arma e apontou para um dos guardas, que fez o mesmo, ficando um apontando a arma para o outro.

O diretor do presídio onde o agente trabalha esteve na delegacia. Ele não quis gravar entrevista, mas disse que o homem entraria no serviço às 7h, horário em que ele foi abordado pela Guarda.

Segundo o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Rhuan Fernandes, não se trata de algo grave, mas a situação será apurada pela corregedoria.

"O problema ocorrido foi algo pontual na abordagem da Guarda Municipal, mas nada além disso, só um problema que será averiguado pelo delegado e também pela corregedoria da Secretaria de Estado da Justiça", explicou.

Em conversa com policiais na delegacia, o agente penitenciário apresentou uma versão diferente sobre o que aconteceu. Ele alegou que foram os agentes da guarda que sacaram a arma primeiro.

O agente se negou a prestar depoimento se reservando Ao direito de falar somente com a presença de um advogado.

A Guarda Municipal de Vila Velha informou que o agente penitenciário sacou a arma no momento em que foi abordado e solicitado que apresentasse documentos.

* Com informações da repórter Rafaela Freitas, da TV Vitória/Record TV.

Últimas