Folha Vitória Agente que matou esposa é autuado por homicídio culposo e liberado após pagar fiança

Agente que matou esposa é autuado por homicídio culposo e liberado após pagar fiança

O caso aconteceu no apartamento do casal que fica em Itaparica, Vila Velha. Segundo a Polícia Civil, o homem limpava a arma quando houve o disparo

Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O agente da Guarda Municipal de Vitória que, de acordo com a polícia, disparou acidentalmente contra a esposa grávida enquanto limpava a arma, foi autuado em flagrante por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e liberado após pagar fiança. 

O caso aconteceu na tarde de quinta-feira (2), no apartamento do casal, que fica em Itaparica, Vila Velha.  A Polícia Civil disse que o homem fazia a limpeza da arma, em um escritório, quando houve o disparo, que atingiu a mão do agente e também acertou a esposa dele. 

Carolina Ferraz Scalfoni, que estava grávida de quatro meses, foi atingida por um tiro no abdômen. A mulher foi socorrida ao hospital, mas não resistiu. A reportagem não está divulgado foto da vítima a pedido da família.

Corregedoria afirmou que vai apurar o caso 

Por meio de nota, a Corregedoria da Guarda Municipal de Vitória informou que vai apurar o caso.  "A Secretaria Municipal de Segurança Urbana (Semsu) vai instaurar processo administrativo disciplinar, com ampla defesa e contraditório, preservando o respeito ao estado democrático de direito e os direitos e garantias individuais". 

Saiba mais: Corregedoria vai apurar caso de agente da Guarda Municipal que matou esposa grávida

Últimas