Folha Vitória Airfryer aumenta o consumo de energia? Tire suas dúvidas e saiba como economizar na conta

Airfryer aumenta o consumo de energia? Tire suas dúvidas e saiba como economizar na conta

A nova tarifa da conta de energia entrou em vigor nesta terça-feira (01). Para diminuir os custos no fim do mês, alguns hábitos podem ser adotados

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A bandeira de "escassez hídrica", que estabelece a cobrança de R$ 14,20 a cada 100 quilowatts-hora (kWh), entrou em vigor nesta quarta-feira (01). O valor está em vigência até o dia 30 de abril de 2022. Com a conta de energia mais cara, a opção é mudar os hábitos de consumo de energia elétrica para o impacto não pesar tanto no bolso.

Em entrevista ao programa "Fala Espírito Santo", da TV Vitória/Record TV, o economista Wallace Willis explicou que o aumento na conta de energia é resultado da atual política energética adotada pelo país.

"Nós estamos enfrentando uma crise hídrica gravíssima. Ela reduz muito o nível dos reservatórios. Além da energia das hidroelétricas, a gente passa a depender também da energia das termoelétricas, que tem um custo muito mais elevado. Esse impacto vai direto para o bolso dos consumidores", esclareceu.

O reajuste de 49,63% no valor cobrado na bandeira tarifária, aprovado pelo governo federal, é uma das medidas que visam evitar apagões e até mesmo um racionamento de energia elétrica no Brasil.

Então, o que fazer para diminuir o consumo de energia e, consequentemente, o valor da conta? O engenheiro elétrico Felipe Lobo afirma que a melhor estratégia é adotar novos hábitos. 

"O melhor caminho é algo que não sacrifique o consumidor. Se a gente tentar internalizar um hábito que gere um sacrifício, ele vai ser um hábito provisório", pontuou.

O especialista separou algumas dicas para economizar. Confira:  

POSSO USAR A AIRFRYER?

Nos últimos meses, a procura pelas fritadeiras sem óleo cresceu. No entanto, é preciso ficar atento ao consumo de energia destes eletrodoméstico. Para o engenheiro elétrico, o ideal é que as pessoas usem as airfryers em substituição ao fogão a gás. 

"Neste caso, não tem para onde fugir. Ou você tem o consumo do gás de cozinha e o óleo de cozinha ou você tem o consumo de energia. Se é para ter consumo dos dois lados, prefira uma alimentação saudável. A dica é fazer vários preparados de uma vez só e evitar o uso fracionado da airfryer", explicou.

LEIA TAMB´ÉM: Preço do botijão de gás fica 7% mais caro a partir desta quarta-feira (02)

CUIDADO COM O "STAND BY" E O "MODO SONECA" EM EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS

O "modo soneca" ou "stand by", segundo Felipe, tem um baixo consumo de energia elétrica. No entanto, quando se trata de economia, é preciso cortar a maior parte dos gastos. 

De acordo com o engenheiro, caso a pessoa tenha em casa mais de um aparelho de televisão, por exemplo, o ideal é deixar na tomada apenas o que o uso é mais recorrente. As televisões que não são utilizadas com frequência podem ser tiradas da tomada. 

A dica é válida para todos os aparelhos que tenham o recurso de modo soneca.

POSSO DEIXAR O CARREGADOR NA TOMADA SEM O APARELHO?

Deixar o carregador de equipamentos eletrônicos na tomada após a carga completa não é o ideal. Sem o aparelho, também não. Ambas as práticas consomem energia elétrica, mesmo em pequena quantidade. 

GELADEIRA ANTIGA CONSOME MAIS ENERGIA?

De acordo com o especialista, quando se trata de geladeira é preciso ficar atento a vedação da borracha, independentemente da idade do eletrodoméstico. Se a vedação não for adequada, o equipamento irá gastar mais energia para manter a temperatura. 

Caso o consumidor opte por comprar uma geladeira nova, é preciso ficar atento ao Selo Procel. O selo é um indicativo da quantidade de energia consumida pelo aparelho. 

QUAL O MELHOR TIPO DE LÂMPADA?

Um passo importante, segundo Felipe, é começar a usar lâmpadas do tipo "led". Mas calma: não é preciso trocar todas as lâmpadas de uma só vez. A recomendação é para quando for fazer compras de reposição de lâmpadas.

"A medida que as lâmpadas queimem, dê preferência para substituir ´por lâmpadas de led. Ela é um pouquinho mais cara, mas a vida útil é muito maior e o consumo é menor. Dependendo da quantidade de lâmpadas que têm em casa, a pessoa pode economizar de 10% a 15%", explicou. 

OS GRANDES VIOLÕES DA CONTA DE ENERGIA ELÉTRICA

Os violões do consumo de energia elétrica são os aparelhos que têm resistência:

Ferro elétrico de passar: A recomendação é deixar as roupas acumularem e utilizar o ferro elétrico apenas uma vez na semana. 

Chuveiro elétrico: Dê preferência para banhos frios ou mornos. O ideal é que os banhos sejam mais curtos para garantir a economia não apenas na conta de energia, como também de água.

Ar condicionado: Segundo o especialista, os aparelhos modernos com a tecnologia conhecida como "inverter" ajudam a diminuir o consumo de energia elétrica.

Últimas