Folha Vitória Alegando "falta de atenção", quatro crianças fogem de casa e são localizadas em praia de VV

Alegando "falta de atenção", quatro crianças fogem de casa e são localizadas em praia de VV

A Guarda Municipal localizou as 4 meninas vagando na Praia de Itaparica; no recado deixado para os pais, as crianças relataram 'falta de atenção'

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Quatro crianças, duas de 11 e duas de 9 anos de idade, foram vistas andando pelas ruas de Itaparica, em Vila Velha, sozinhas, na última terça-feira (10). Segundo a Guarda Municipal, elas são moradoras do bairro Ulisses Guimarães e teriam planejado a fuga da própria casa. Elas deixaram um bilhete para a família, reclamando da falta de atenção dos pais.

Para chegar até onde foram localizadas, as crianças andaram cerca de 4,5 km. Ainda de acordo com a Guarda, elas foram deixando os pertences pelo meio do caminho, para não serem encontradas. Foram as câmeras de segurança da prefeitura que flagraram as meninas já na praia de Itaparica, em uma região deserta e perigosa. 

As câmeras também flagraram as crianças próximas a um carro preto, recebendo uma garrafa de água. Logo em seguida, elas foram vistas andando tranquilamente pela areia, até que foram abordadas pelos agentes.

Devido a idade das crianças, o Conselho Tutelar foi acionado. Segundo conselheiros, ainda não é possível afirmar o motivo pelo qual as crianças fugiram. 

Elas foram entregues aos responsáveis e, a partir de agora, serão atendidas pelo Conselho Tutelar, Serviço Social e rede de proteção, além de psicólogos que vão acompanhar o caso. Para o subsecretário de segurança de Vila Velha, Iuri Silva, o que mais chamou atenção foi o abalo emocional das meninas.

"É um tipo de ocorrência que choca muito as equipes, por se tratar de crianças, famílias, valores... e aí nos deixa uma interrogação: o que levou essas crianças a tomarem essas atitudes? Cabe a nós reavaliarmos", disse o secretário.

A reportagem da TV Vitória / Record TV tentou contato com a família das crianças, mas não conseguiu retorno. O espaço está aberto caso os responsáveis queiram se manifestar sobre o caso.

* Com informações da repórter Talita Carvalho, da TV Vitória / Record TV

Últimas