Folha Vitória Alerta de tempestade e chuvas intensas continua para cidades do Espírito Santo

Alerta de tempestade e chuvas intensas continua para cidades do Espírito Santo

Segundo Instituto de Pesquisas Espaciais, pode acontecer temporal acompanhado de descargas elétricas e ocasionais rajadas de vento

Folha Vitória
Foto: Leitor / WhatsApp
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

E a chuva voltou a atingir a Grande Vitória na noite desta segunda-feira (8). Além disso, quase todo o Espírito Santo pode registrar tempestade e chuvas intensas ao longo da noite e início da manhã de quarta-feira (9). Segundo o Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe), pode acontecer temporal acompanhado de descargas elétricas e ocasionais rajadas de vento

Há risco moderado para ocorrência de fenômeno meteorológico adverso dentro das próximas 72 horas. Acompanhe com mais frequência as atualizações da previsão do tempo, pois você poderá necessitar mudar seus planos e se proteger dos eventuais impactos decorrentes de tempo severo. Siga as eventuais recomendações da Defesa Civil e das demais autoridades competentes.

Na lista divulgada pelo Inpe, apenas Conceição da Barra e Pedro Canário estão fora do aviso. Em todos os outros municípios capixabas haverá condições favoráveis para ocorrência de chuva localmente de forte intensidade, que poderá vir acompanhada de descargas elétricas e ocasionais rajadas de vento. Pontualmente os volumes acumulados de chuva também podem ser expressivos.

De acordo com Francisco de Assis Diniz - meteorologista do Inmet, nas próximas 24 horas, são esperadas pancadas de chuvas com trovoadas no Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Minas Gerais e Espírito Santo. "A chuva volta a ficar "estacionária" sobre o Brasil Central e os sistemas vão tentar estabelecer uma nova ZCAS, o que aumenta as áreas de instabilidade em toda área".

Leia Também: Grande Vitória registra maior acumulado de chuva em 24h; uma pessoa morreu no ES

Na região Sudeste do Brasil, o norte de São Paulo e pontos isolados de Minas Gerais podem registrar chuvas de até 20mm. Segundo Francisco, no Espírito Santo as chuvas chegam com mais intensidade, com previsão de acumulados de até 40mm.

O Inmet mantém ainda a condição de chuvas para o Matopiba, porém com volumes mais baixos quando comparados com a última semana. Ainda de acordo com os modelos, a umidade avança e volta a chover no oeste da Bahia nos próximos dias. Segundo o Cosmo, a partir de terça-feira (9), as chuvas na região ganham intensidade, com previsão de precipitação de até 60mm no oeste da Bahia.

A atualização do modelo GFS, divulgada nesta segunda-feira (8), também mantém a condição de chuvas para o Brasil Central nos próximos sete dias.

No período entre 8 e 16 de março, o NOAA prevê precipitação entre 70mm e 90mm para o Centro-Oeste, com exceção do Mato Grosso do Sul que deve permanecer com tempo estável no período. As mesmas condições são previstas para o Matopiba, enquanto o Sudeste pode ter precipitação de até 100mm no período.

Já no período entre 16 e 26 de março, o NOAA prevê chuvas mais intensas no Centro-Oeste, com precipitação acima dos 100mm. Mantém ainda a projeção de chuvas para o Sudeste e indica o retorno da umidade para o sul do Brasil, com precipitação entre 35mm e 40mm.

Últimos cinco dias

Segundo dados coletados nas estações meteorológicas do Inmet, os maiores volumes foram registrados no Paraná, conforme indicavam as previsões.

Choveu em todo o estado, com precipitação entre 80mm e 100mm, sendo os maiores volumes registrados na região oeste do estado. Ainda na região Sul, Santa Catarina e Rio Grande do Sul registraram chuvas entre 30mm e 40mm no período.

No Centro-Oeste, os maiores volumes foram registrados no norte do Mato Grosso, com precipitação entre 40mm e 80mm. Mato Grosso do Sul e Goiás registraram chuvas entre 30mm e 40mm.

No Matopiba, o Maranhão recebeu os maiores volumes, com chuvas entre 40mm e 50mm no centro-norte do estado. Tocantins e Piauí registrou chuvas entre 20mm e 30mm, enquanto o oeste da Bahia manteve o tempo estável.

Já na região Sudeste, os maiores volumes de chuva foram registrados no centro-sul de São Paulo, entre 20mm e 40mm. Minas Gerais, Rio de Janeiro e centro-sul do Espírito Santo registraram chuvas entre 20mm e 30mm no período. 

Últimas