Folha Vitória Andada: em menos de uma semana, 722 caranguejos foram apreendidos em Vitória

Andada: em menos de uma semana, 722 caranguejos foram apreendidos em Vitória

O terceiro período de andada teve início no sábado e segue até esta sexta-feira (5). Os crustáceos apreendidos foram devolvidos ao meio ambiente

Folha Vitória
Foto: Luciano Assis / Semmam
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mais de 700 caranguejos-uçá já foram apreendidos por fiscais da Secretaria de Meio Ambiente de Vitória (Semmam) e devolvidos ao meio ambiente desde o último sábado (27). O período de andada do crustáceo vai até esta sexta-feira (5), e nas apreensões, que ocorreram na Vila Rubim, em Maria Ortiz, na Estação Ecológica Ilha do Lameirão e em feiras livres, foram apreendidos também três guaiamuns, que estão ameaçados de extinção.

Durante o período de andada, que é a fase de reprodução dos caranguejos, fica proibido a captura, manutenção em cativeiro, transporte, beneficiamento, industrialização, armazenamento e comercialização do caranguejo-uçá em todo o Espírito Santo. 

Só na última terça-feira (2), foram  254 caranguejos apreendidos durante fiscalização na água. Antes de serem devolvidos ao manguezal, é feita a biometria dos crustáceos, com a medição de sua carapaça.

"A biometria nos permite ter uma referência quanto aos animais capturados ilegalmente. Muitas vezes, são capturadas fêmeas com ovas, o que é ainda pior. Temos que pensar que esses 722 caranguejos poderiam ser, no futuro, uma população 10 vezes maior”, explica o secretário de Meio Ambiente de Vitória, Tarcísio Foeger.

Andadas

As andadas são os períodos de reprodução dos caranguejos, quando machos e fêmeas saem de suas tocas e andam pelo manguezal. Isso ocorre de janeiro a abril, durante as semanas de lua cheia ou nova. A quarta andada será entre os dias 28 de março e 3 de abril.

Últimas