Folha Vitória Aos 113 anos, moradora de Cariacica esbanja alegria e muita alegria de viver

Aos 113 anos, moradora de Cariacica esbanja alegria e muita alegria de viver

Vizinhos fizeram uma festa para comemorar o aniversário da simpática senhorinha quem tem na certidão de nascimento

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Aos 113 anos, Laura Ferreira Gonzaga , é um exemplo de alegria e energia para todos aqueles que a conhecem. Nascida em 10 de agosto de 1908, a centenária é considerada a mãe do bairro onde mora. 

Filha de mãe escrava, dona Laura viveu em Minas Gerais até o ano de 1976, depois decidiu vir para o Espírito Santo. Ao chegar aqui veio para a região de Cruzeiro do Sul, em Cariacica, sendo uma das primeiras moradoras. Dona Laura recorda bem e como era bairro, assim que ela chegou.

"Aqui não tinha nada era tudo mato, tinha mais mato que gente"

Com a vinda para o Estado, a família acabou ficando por lá e, com o passar do tempo, acabou perdendo o contato com eles. A dona Djanira Tonini, é umas das amizades mais antigas de Laura. "A nossa amizade é antiga. Temos uma consideração enorme de mãe e filha. Somos tudo, irmãs, amigas, contou.

Com poucas falas sobre o passado, dona Laura contou que teve um filho, mas que ele morreu ainda bebê. Já sobre o tema casamento, ela esbanja bom humor ao responder: "Eu não quero saber de homem, é ruim. Eu arrumava muito namorado no forró".

Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Nesta semana, os vizinhos fizeram uma festa para comemorar o aniversário da simpática senhorinha. De máscara, todos foram celebrar a data considerada muito especial.

Para os amigos, dona Laura é como se fosse a mãe do bairro. Quem está por perto é só carinho. Todo ano, celebram com ela o Dia das Mães, só que dessa vez, a comemoração foi também pelos 113 anos de vida da centenária.

Aos 113 anos, dona Laura adora se passear, mas é em casa que se protege da pandemia

Mesmo apaixonada pela vida e também por um bom forró, a centenária evita sair para se divertir por conta da pandemia provocada pela covid-19. "Eu não vou, pois tenho medo do coronavírus me pegar".

Ainda não se sabe o segredo para a longevidade. Mas, com certeza, a alegria de viver, o prazer de ter amigos e a busca por uma mente tranquila devem fazer toda a diferença. Ao menos é o que demonstram as 113 primaveras de dona Laura!

Com informações do repórter Alex Pandini, da TV Vitória/Record TV 

Últimas