Folha Vitória Após 27 dias internada, fiscal atropelada por ônibus dentro de Terminal recebe alta da UTI

Após 27 dias internada, fiscal atropelada por ônibus dentro de Terminal recebe alta da UTI

Márcia Helena de Jesus, de 51 anos, está apresentando sinais de melhora, mas ainda não há previsão para sair do hospital, disse a filha da fiscal

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
A fiscal Márcia Helena de Jesus trabalha há 10 anos como fiscal de terminal de ônibus e recebeu alta da UTI em um hospital em Vitória, onde esteve internada durante 27 dias

A fiscal atropelada por um ônibus dentro do Terminal de Laranjeiras, na Serra, recebeu alta da UTI, após 27 dias de internação na ala de tratamento intensivo nesta sexta-feira (01). De acordo com familiares, Márcia Helena de Jesus, de 51 anos, segue apresentando melhoras. 

Durante entrevista para o Jornal On-line Folha Vitória, na tarde deste sábado (02), Rayane de Jesus, filha de Márcia Helena, confirmou que aos poucos a mãe está se recuperando, mas que ainda não há previsão para a alta hospitalar.

O acidente envolvendo a profissional aconteceu na manhã do dia 5 de setembro. Segundo testemunhas, o motorista do ônibus manobrava o veículo quando tudo aconteceu. Para tentar ajudar a vítima, antes da ambulância chegar, colegas de trabalho tentaram levantar o ônibus.

A fiscal foi socorrida pelo Samu e levada ao Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória. Por conta do acidente, Márcia precisou ter a perna direita amputada após passar por uma cirurgia delicada no hospital estadual.

Foto: Leitor | Whatsapp Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Márcia Helena foi atropelada por um ônibus do Transcol, durante uma manobra, no último dia 5 de setembro, dentro do Terminal de Laranjeiras, Serra

Segundo o delegado de base do Sindicato dos Rodoviários, Márcio Pereira Nunes, que acompanhou a vítima, ela sofreu sérios ferimentos além de ter tido duas paradas cardíacas durante a cirurgia. 

"Ela sofreu múltiplas fraturas e teve órgãos internos perfurados. Ela seguiu inconsciente, sob sedativos, num leito de UTI para acompanhamento pós-cirúrgico", explicou. 

Na época, por nota, a Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Ceturb-ES) lamentou o ocorrido. A Companhia informou que o consórcio operador foi notificado para apurar as circunstâncias do atropelamento e tem dado o suporte necessário para elucidar os fatos. 

O GVBus e a empresa responsável pelo ônibus também lamentaram o ocorrido e se solidarizaram com a família da vítima. 

Foto: Roger Nunes / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Terminal de Laranjeiras, na Serra, onde o acidente aconteceu

Últimas