Folha Vitória Após encostar em fio de energia na Serra, criança de 8 anos precisa de cirurgia para tratar mãos e coração

Após encostar em fio de energia na Serra, criança de 8 anos precisa de cirurgia para tratar mãos e coração

Menino vai passar por cirurgia nas mãos por causa das queimaduras, além de tratamento no coração; a empresa EDP afirmou que o fio energizado pertence a uma fiação clandestina ligada à rede de distribuição

Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O estado de saúde do menino Arthur, de apenas 8 anos, é grave. Ele encostou em um fio de energia elétrica e tomou um choque no bairro Vila Nova de Colares, na Serra. De acordo com o pai da criança, o menino vai passar por uma cirurgia de reconstrução das mãos que foram queimadas devido ao choque.

Também de acordo com o pai, Aldezino de Oliveira, em virtude da descarga elétrica, o pequeno Arthur teve uma arritmia cardíaca e precisará passar por um tratamento no coração.

"Os médicos falaram que o tratamento vai ser intenso, vai envolver o coração e vai ser prolongado. Só dos médicos falarem isso a gente já fica meio preocupado com essa situação", contou.

O acidente aconteceu na tarde da última quinta-feira (03) na Rua Ipiranga, esquina com a rua Iguatemi. Arthur brincava de bola na rua com outros meninos. Ele e um amigo se aproximaram da calçada, mas não viram que no local havia um fio de energia elétrica. 

O pequeno encostou no fio e tomou um grande choque. A descarga elétrica foi tão forte que queimou as mãos da criança. Após o acidente, a família levou o garoto para Upa de Carapina e depois ele foi transferido para o pronto-socorro do HPM.

Na tarde desta sexta-feira (04), a equipe da TV Vitória/Record TV conversou com o pai do Arthur. Ele informou que o filho foi transferido novamente, dessa vez para o Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória, em Vitória.

Ainda de acordo com Aldezino, o menino Arthur sempre fica em casa, mas na quinta-feira ele foi brincar na rua e em minutos tudo aconteceu.

"Minha esposa me ligou de repente, dizendo que o menino estava correndo atrás de 'papagaio' e tinha tomado uma descarga elétrica. No momento eu fiquei desesperado, pedi para ela ir direto para o Upa de Carapina porque eu já estava lá perto. Depois nós fomos para o HPM infantil", disse o pai.

Na última semana, um caso parecido chamou a atenção. Uma das vítimas foi Nair Maggioni, de 65 anos, que morreu eletrocutada após um cabo de energia elétrica cair no bairro Ponta da Fruta, em Vila Velha.

Leia também: Outros dois cabos já caíram na rua onde idosa morreu eletrocutada

A empresa EDP informou que o cabo não pertence à ela e que se trata de uma fiação clandestina ligada à rede distribuidora. Assim que soube da ocorrência, uma equipe da EDP esteve no local e isolou a fiação. 

A companhia ainda reforça que a população nunca deve se aproximar de fios caídos no solo. Além disso, alerta que o furto de energia pode provocar sobrecarga na rede elétrica com prejuízo para a população.

* Com informações do repórter Rodrigo Schereder, da TV Vitória/Record TV.

Últimas