Folha Vitória Após notificação, Vitória interdita estacionamentos das praias e divulga novas restrições

Após notificação, Vitória interdita estacionamentos das praias e divulga novas restrições

Ministério Público notificou o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, para que adotasse medidas restritivas determinadas pelo governo durante 14 dias no ES

Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Estacionamento da Curva da Jurema foi interditado nesta sexta (19)

Após ser notificado pelo Ministério Público para cumprir o decreto de fechamento total das atividades não essenciais, o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, adotou algumas medidas para cumprir com as regras determinadas pelo governo estadual para conter o avanço do coronavírus. 

Segundo fontes ligadas ao Folha Vitória, a notificação ocorreu em função da ausência do prefeito nas últimas reuniões do governo estadual com os gestores municipais.

Na manhã desta sexta-feira (19), as áreas de estacionamentos públicos da orla de Vitória amanheceram com interdição parcial, medida adotada para diminuir a circulação de pessoas nas praias. Os trechos onde há proibição de estacionar ficam na orla da Avenida Dante Michelini, sentido Jardim da Penha x Jardim Camburi, e nas praias da Curva da Jurema e Ilha do Boi.

Apesar do bloqueio nas áreas de estacionamento, ainda houve movimentação de pessoas realizando atividades físicas no calçadão do município sem utilização de máscara de proteção. Durante à tarde, o movimento foi menor no calçadão da orla. 

Medidas adotadas na Capital

Por meio de decreto divulgado na noite de quinta-feira (18), a Prefeitura de Vitória anunciou a suspensão de feiras comunitárias e de artesanato, da rua de lazer e do projeto praia acessível. Além disso, proibiu a prestação de serviço nas praias e na orla marítima, incluindo o comércio ambulante fixo e itinerante, em qualquer horário do dia. Os quiosques estão proibidos de abrir ao público até o dia 31 de março e só podem realizar atendimento pelo sistema de delivery.

De acordo com o documento, as feiras livres poderão continuar funcionando, mas seguindo medidas que estabelecem o distanciamento entre as barracas , uso obrigatório de máscaras e regras de higienização. Os feirantes que comercializam produtos para consumo imediato, só podem fornecer alimentos para viagem. A prefeitura fará abordagens para orientar os feirantes e a população em geral a seguirem os protocolos de segurança contra a Covid-19. 

>> Leia também: Prefeito de Vitória é notificado pelo Ministério Público para cumprir decreto de fechamento

Últimas