Folha Vitória Após recusa de Meneguelli, vice-prefeita é nomeada secretária de Cultura de Vitória

Após recusa de Meneguelli, vice-prefeita é nomeada secretária de Cultura de Vitória

O decreto que nomeia Capitã Estéfane para o cargo foi publicado no Diário Oficial do município nesta terça-feira

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Capitã Estéfane foi nomeada secretária de Cultura pelo prefeito Lorenzo Pazolini

A vice-prefeita de Vitória, Estéfane da Silva Franca Ferreira, a Capitã Estéfane (Republicanos), passou a acumular o cargo de secretária de Cultura na administração municipal. O decreto que a nomeia para o cargo foi publicado no Diário Oficial do município nesta terça-feira (9).

A nomeação da vice-prefeita para ser a responsável pela pasta ocorreu um dia após o ex-prefeito de Colatina, Sergio Meneguelli (Republicanos), anunciar sua recusa em aceitar assumir o cargo, após convite feito pelo prefeito Lorenzo Pazolini, do mesmo partido.

Meneguelli havia sido convidado por Pazolini, na última quinta (4), para ser o secretário de Cultura de Vitória. Na ocasião, o ex-prefeito de Colatina ficou de pensar na proposta. Nesta segunda, ele anunciou sua decisão, em um vídeo publicado no Facebook.

"Foi o maior convite que recebi na minha vida, com salário maior até do que eu ganhava como prefeito. Mas acho que seria uma incoerência eu, neste momento, ocupar um cargo público sem prestar concurso público ou sem ser eleito pelo voto popular. Eu tenho um projeto para daqui a dois anos e não seria interessante ter que deixar esse cargo daqui a um ano e meio", disse Meneguelli no vídeo.

Estéfane Ferreira tem 30 anos e é capitã da Polícia Militar do Espírito Santo desde os 18. Por meio de nota, a Prefeitura de Vitória informou que a nomeação da vice-prefeita para a Secretaria de Cultura se deu de forma interina. Segundo a prefeitura, essa designação se fez necessária, pois o atual subsecretário, Luciano Gagno, era quem estava acumulando as funções. 

A administração municipal destacou ainda que, com a reabertura dos espaços culturais de Vitória, como a Fafi, o Museu Capixaba do Negro, o Museu do Pescador, a Casa Porto das Artes Plásticas e ações online voltadas para o carnaval, as demandas na pasta cresceram substanciamente, motivo pelo qual levou o prefeito, Lorenzo Pazolini, a designar sua vice-prefeita para que possa colaborar com as atividades, enquanto não se define um titular para a pasta. 

A Prefeitura de Vitória informou também que não haverá nenhuma remuneração extra pelo acúmulo da função.

Últimas