Folha Vitória Arquitetos defendem paralisação de leilão dos galpões do IBC em Jardim da Penha

Arquitetos defendem paralisação de leilão dos galpões do IBC em Jardim da Penha

O Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-ES) se posicionou contra a venda do espaço para o mercado imobiliário; a intenção da entidade é transformar o local em um centro de atividades culturais e socioeducativas

Folha Vitória
Foto: Divulgação/ Prefeitura de Vitória/ Diego Alves
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Instituto de Arquitetos do Brasil - Departamento do Espírito Santo (IAB-ES) se manifestou publicamente, contra o leilão dos galpões do Instituto Brasileiro do Café (IBC), localizados em Jardim da Penha, Vitória.

A entidade acredita que ao invés de ser cedido ao mercado imobiliário, o ideal seria que o Estado ou o município utilizasse o imóvel para criar um novo  polo de atividades culturais, esportivas, ou de comércio, lazer e turismo.

A previsão do início do leilão é para novembro de 2020. O Galpão está sob responsabilidade da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e tem 33.000m2. Segundo o Ministério da Economia, o lance mínimo para arremate é de R$35.000.000. 

O presidente do IAB-ES, Geraldo Lino, alega que comercializar os galpões para o mercado imobiliário seria um desperdício. "Não podemos deixar essa oportunidade passar. O espaço em Jardim da Penha poderia ser utilizado para promover inúmeras atividades socioeducativas e de lazer. A cidade é carente desses espaços. E é uma demanda antiga da comunidade local resolver a situação daquele imóvel. Nós estamos junto com a associação de moradores para promover esse debate", disse. 

A proposta do instituto é de paralisar o leilão e realizar um concurso de projetos de arquitetura, urbanismo e paisagismo para o terreno. Além de consultas públicas, para levantar com os moradores o que eles desejam para o local.

"A gente não muitas opções de 'áreas de respiro' na cidade. Não temos locais públicos que as pessoas possam utilizar para atividades coletivas e culturais, com árvores dentro dos bairros. Nossa objetivo é criar concursos de projetos de arquitetura para aquele espaço, em conversa com a comunidade e com técnicos, para que ele pudesse ser aproveitado de forma mais humana", afirmou Otávio de Castro, arquiteto, urbanista e conselheiro do IAB-ES.

Na terça-feira (04), o governador do Estado, Renato Casagrande manifestou, nas redes sociais, interesse em levar em conta os pedidos da comunidade e dar uma destinação ao local em conformidade com os interesses públicos.

O IAB-ES informou que se segue em contato com os moradores de Jardim da Penha e com associações de outras áreas, que estão engajadas no impedimento de outros leilões, como o do campo do Santa Cruz Futebol Clube em Santa Lúcia, Vitória. 

Além disso, o Instituto também está conversando com o grupo que está lutando contra a cessão do Centro Cultural Carmélia Maria de Souza, na capital, para a armazenagem de sacas de café, que atualmente ficam nos Galpões do IBC, em Jardim da Penha. O objeto é unir forças e tentar criar espaços que atendam os interesses dos moradores.

- Calendário de leilões

De acordo com o Ministério da Economia, a previsão é de que em 2020 seja realizada a venda de 11 imóveis da União localizados no Estado.  Em agosto existe a previsão do edital para venda de 3 imóveis no Estado, sendo: 2 terrenos e 1 residência;

Em setembro, a expectativa é dar início ao edital para venda de 2 salas comerciais;

Em outubro, a previsão é da venda de 2 imóveis, sendo: 1 residência e um 1 terreno;

Já em novembro, a previsão é leiloar o Galpão do IBC, localizado em Vitória, além de 1 terreno e 1 fazenda;

Para o ano que vem, a previsão é lançar o edital para venda de 1 terreno na BR 101.

Últimas