Assédio em ônibus: "quanto mais as pessoas evitarem esse tipo de denúncia, mais eles vão aproveitar", diz vítima

De acordo com ela, a importunação sexual ocorreu quando ela passava pela roleta do ônibus. O caso ocorreu na manhã desta quarta-feira (25)

Foto: Reprodução/TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A estudante Briza Moreira, uma das vítimas de um caso de assédio registrado na manhã desta quarta-feira (25) em um ônibus do Sistema Transcol no bairro Jardim Camburi, em Vitória, conversou a equipe da TV Vitória/Record TV e contou sobre a situação vivida dentro do coletivo.

De acordo com ela, a importunação sexual ocorreu quando ela passava pela roleta do ônibus. "Ele começou a roçar em mim. Eu então olhei e dei um empurrão com o ombro. Ele então arredou para a frente", relatou ela.

Segundo a vítima, o homem então presenciou outras mulheres à frente e, demonstrando sinais de excitação sexual, começou a encarar o corpo delas. Durante depoimento prestado pelo suspeito na delegacia, os policiais não conseguiram identificar o nome do indivíduo, já que ele não portava nenhum documento. 

Leia também: VÍDEO | Homem é preso acusado de importunar sexualmente passageiros em ônibus em Vitória

O rapaz ainda tentou enganar a polícia falando vários nomes diferente. A vítima, que chegou a abandonar o coletivo após o ocorrido, registrar boletim de ocorrência na delegacia. Em entrevista à equipe da TV Vitória/Record TV, ela alertou para a necessidade de realizar a denúncia em casos de assédio. 

"Acho que a denúncia vai acabar com isso daí, porque é um respaldo para a gente. Quanto mais as pessoas evitarem esse tipo de denúncia, mais eles vão aproveitar", afirmou ela.

* As informações são da repórter Rafaela Freitas, da TV Vitória/Record TV