Folha Vitória Aulas presenciais para todos os níveis serão retomadas em Vitória a partir de segunda-feira

Aulas presenciais para todos os níveis serão retomadas em Vitória a partir de segunda-feira

Isso ocorre devido ao fato de a capital ter passado do risco alto para o moderado, em relação à covid-19, de acordo com o Mapa de Risco do governo do Estado

Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A partir da próximas segunda-feira (17), as escolas localizadas na cidade de Vitória, tanto da rede pública quanto da particular, poderão retomar as aulas presenciais em todos os níveis de ensino. Isso ocorre devido ao fato de a capital capixaba ter passado do risco alto para o moderado, em relação à covid-19, de acordo com o Mapa de Risco do governo do Estado.

A nova classificação de Vitória passa a valer a partir de segunda-feira. Nesta semana, as escolas da capital capixaba — assim como as dos demais municípios classificados no risco alto — puderam oferecer aulas presenciais somente para os alunos da educação infantil e do ensino fundamental I (até o 5º ano).

Como, na semana que vem, Vitória passará para o risco moderado, as aulas presenciais também estarão permitidas para o fundamental II (6º ao 9º), ensino médio, superior e técnico, desde que seja mantida a limitação de alunos nas salas de aula, de 50% de sua capacidade. Entretanto, quem não se sentir seguro de voltar à escola pode continuar no ensino remoto.

Leia também:

>> Após dois meses de fechamento, bares poderão voltar a funcionar em Vitória na semana que vem

>> Transcol vai poder circular até meia-noite a partir da próxima segunda-feira na Grande Vitória

Entenda quais as regras para cada tipo de ensino:

ENSINO INFANTIL

São permitidas aulas presenciais nos municípios classificados em risco baixo, moderado e alto para a transmissão do novo coronavírus. Há um limite de 50% da ocupação das salas de aulas, por isso, parte dos alunos (50%) devem continuar com as aulas remotas. Os pais que não sentirem seguros com o retorno podem optar por manter os filhos nas aulas remotas. Caso o interesse em retornar para a sala de aula seja superior ao limite de 50% da ocupação, as escolas devem se organizar para realizar revezamento semanal dos alunos na modalidade presencial.

ENSINO FUNDAMENTAL I (1º AO 5ºANO)

Segue as mesmas regras do ensino infantil. Nos municípios classificados em risco baixo, moderado e alto são permitidas aulas presenciais, respeitando o limite de 50% da ocupação das salas de aulas. Por isso, parte dos alunos (50%) devem continuar com as aulas remotas. Os pais que não sentirem seguros com o retorno podem optar por manter os filhos nas aulas remotas. Caso o interesse em retornar para a sala de aula seja superior ao limite de 50% da ocupação, as escolas devem se organizar para realizar revezamento semanal dos alunos na modalidade presencial.

ENSINO FUNDAMENTAL II (6º AO 9º ANO)

Nos municípios classificados em risco baixo e moderado, são permitidas aulas presenciais com limite de 50% da capacidade dos alunos na sala de aula. Os demais alunos devem continuar nas aulas remotas. Os pais e alunos que não sentirem seguros com o retorno ao presencial, podem optar por continuar na modalidade remota. Quando haver o interesse por retornar ao presencial superior ao limite de ocupação das salas de aulas, as escolas devem organizar o revezamento semanal dos alunos. Já nos municípios classificados em risco alto, os professores podem realizar atendimento presencial individualizado com horário marcado.

ENSINO MÉDIO

Segue as mesmas regras do ensino fundamental II. São permitidas aulas presenciais nos municípios classificados em risco baixo e moderado. Há um limite de 50% da capacidade de ocupação das salas de aula. Os demais alunos devem continuar nas aulas remotas. Os pais e alunos que não sentirem seguros com o retorno ao presencial podem optar por permanecer no ensino remoto. Caso haja o interesse pelo retorno ao presencial superior ao limite de ocupação das salas de aulas, as escolas devem organizar o revezamento dos alunos. Já nos municípios classificados em risco alto, os professores podem realizar atendimento presencial individualizado com horário agendado.

ENSINO ´TÉCNICO E SUPERIOR

Nos municípios classificados em risco baixo e moderado, as regras são as mesmas dos demais tipos de ensino: permitidas com 50% da capacidade de ocupação das salas de aula; o retorno ao presencial não é obrigatório, sendo permitido continuar no ensino remoto; e quando houver interesse pelo retorno à modalidade presencial superior ao limite, as instituições de ensino devem organizar o revezamento semanal dos alunos. Já nas cidades capixabas classificadas em risco alto, é permitido o atendimento individual, com horário agendado, para todos os cursos. No caso das aulas práticas dos cursos da área da saúde e segurança pública, são permitidas aulas presenciais, com limite de 50% de ocupação da sala de aula/laboratórios. 

Últimas