Folha Vitória Aumenta o número de adolescentes investindo na Bolsa de Valores com mesada

Aumenta o número de adolescentes investindo na Bolsa de Valores com mesada

O tempo é o grande aliado dos investimentos iniciados na adolescência. A rentabilidade a longo prazo é maior

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Pexels
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Os adolescentes estão abandonando o cofrinho e investindo a mesada na Bolsa de Valores. Em 2019, mais de 6,2 mil investidores com até 15 anos de idade compraram ações. O número, divulgado pelo portal Valor Investe, é mais que o dobro em comparação ao ano anterior, que foi 2,8 mil.

“Essa faixa etária tem cada vez mais acesso às novas formas sobre a rentabilidade. Eles estão aprendendo sobre a desvantagem de guardar dinheiro em casa. A tendência é ter mais e mais investidores com essa idade”, explicou a economista e educadora financeira Cecília Perini.

Segundo ela, o tempo é o grande aliado dos investimentos iniciados na adolescência. A rentabilidade a longo prazo é maior. “Isso vale tanto para investimentos em renda fixa, onde temos os juros sobre juros, como também para os investimentos em ações. É possível ter dividendos e participar do crescimento da empresa sem sofrer com oscilações de curto prazo”, detalhou.

Por isso, é um mito acreditar que só adultos podem investir na Bolsa de Valores. “Menor de idade pode comprar ações, aplicar em tesouro direto, fazer aplicações em fundos de investimentos e previdência privada. Basta abrir uma conta. A diferença é que o responsável pela criança é o representante da conta. Só isso”, contou Cecília Perini.

Últimas