Folha Vitória Bailes clandestinos são registrados no fim de semana em várias cidades da Grande Vitória

Bailes clandestinos são registrados no fim de semana em várias cidades da Grande Vitória

As ocorrência de festas clandestinas aumentaram após o Espírito Santo apresentar queda no número de contaminados pelo novo coronavírus

Folha Vitória
Foto: Reprodução / Redes Sociais
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O último fim de semana foi repleto de bailes clandestinos na Grande Vitória. Na tarde do último domingo (20), policiais militares tiveram que dispersar um evento irregular, também conhecido como "baile do Mandela", no bairro Novo Horizonte, na Serra. Em Guarapari os policiais foram recebidos a tiros e em Vila Velha três pessoas foram baleadas e uma morreu na confusão durante a festa.

Policiais militares tiveram trabalho para dispersar a multidão, que se aglomerava nas ruas do bairro Novo Horizonte, na Serra. O evento acontecia clandestinamente com pessoas bebendo e dançando até a chegada dos policiais. Ao chegarem no baile, dois policiais saíram da viatura com as armas apontadas para os presentes. Neste exato momento, o carro que estava com o som saiu do local e a polícia fechou a rua.

No entanto, a ação dos PM's pareceu não surtir efeito e os policiais jogaram bomba de gás na multidão. Um homem foi visto conversando com os policiais que, em seguida, jogaram spray de pimenta no rapaz. Outras duas viaturas chegam no local para dar apoio na dispersão.

De acordo com informações da polícia, o responsável pelo som foi orientado a desligar a música e dispersar a aglomeração. Policiais também afirmaram que não houve a apreensão de material ilícito e ninguém foi detido.

Ainda no município de Serra, agora no bairro Jardim Carapina, o baile foi até o dia amanhecer e a aglomeração parecia não ter fim. Tudo começou na madrugada de domingo. No local haviam pessoas dançando e cantando em volta de um carro de som. A música era comandada pelo Mc Zangão, que reconheceu o fato do evento ser clandestino, mas garantiu que não possuía ligação com o tráfico de drogas.

Em Vila Velha, o baile acabou em tiroteio. A festa acontecia na madrugada desta segunda-feira (21) em um posto de gasolina no bairro Cobilândia. O tiroteio aconteceu por volta das 5 horas da madrugada, testemunhas contaram que dois homens a bordo de uma moto chegaram no local já disparando na direção da multidão. Três pessoas foram baleadas e uma acabou morrendo no hospital, após ser atingida com um tiro nas costas. A vítima foi identificada como Vinícius, de 26 anos.

Segundo informações da polícia, haviam quase mil pessoas no local. Testemunhas contam que as festas acontecem na região de sexta a domingo, em todos os finais de semana.

Outro município da Grande Vitória a registrar o "baile do mandela" foi Guarapari. Ao chegarem no local, os policiais foram recebidos com tiros e revidaram. Os suspeitos fugiram em direção ao mato deixando para trás uma submetralhadora calibre 380, munições e drogas. O material foi apreendido e entregue a Polícia Civil.

De acordo com a Polícia Militar, a ocorrência de bailes clandestinos aumentou após a queda no número de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus no Espírito Santo. A PM garante que todas as festas estão sendo monitoradas.

Para garantir maior eficiência no trabalho, a polícia pede ajuda da população para que denunciem esse tipo de evento e orienta as pessoas a não participarem desse tipo de festa.

* Com informações do repórter Vitor Moreno, da TV Vitória/Record TV.

Últimas