Folha Vitória Barriga tanquinho: Confira o que é a comentada Lipo LAD

Barriga tanquinho: Confira o que é a comentada Lipo LAD

O médico cirurgião plástico, Dr. Victor Cutait revela que a lipo LAD é uma evolução do procedimento convencional, indicado para homens e mulheres que desejam um corpo modelado, mas alerta: cada caso é um caso

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Ter o corpo e a barriga bem definidos, com "gominhos", é desejo de muitas pessoas. Para obter o resultado bem delineado muitas artistas como a cantora Ludmilla e a esposa Brunna Gonçalves, além ex-bbb Flayslane, e a atriz e cantora Giovana Chaves aderiram recentemente à lipoaspiração LAD, procedimento estético que elimina a gordura e ao mesmo tempo evidencia os contornos musculares, deixando uma aparência de tanquinho esculpido.

A principal diferença entre a nova tendência, também chamada de Lipo HD ou de alta definição e a lipoaspiração comum é que o procedimento tradicional retira a gordura em uma camada mais profunda da pele. Já a lipo LAD, além de retirar o excesso de gordura, também modela o corpo mostrando ainda mais os contornos corporais e supervalorizando as formas e contornos da área trabalhada. A técnica pode ser feita em vários lugares do corpo como o abdômen, lombar, flancos, costas, peitoral, braços e coxas.

Para realizar o procedimento é necessário atender alguns requisitos que abrangem o modelo e característica corpórea, além de hábitos de vida. O médico cirurgião plástico, Dr. Victor Cutait revela que a lipo LAD é uma evolução do procedimento convencional, indicado para homens e mulheres que desejam um corpo modelado, mas alerta: cada caso é um caso.

"Antes de realizar a cirurgia, o bom profissional deve analisar a distribuição de gordura, flexibilidade e firmeza da pele e musculatura. O ideal é que o paciente tenha o IMC (índice de massa corpórea) dentro do padrão normal, pele e tônus muscular firmes, não tenha doenças consideradas risco de vida e possuam condições médicas que não interfiram a cicatrização, além de não ter o hábito de fumar", indica o profissional.

Como é realizada

O primeiro passo é escolher um profissional cirurgião plástico qualificado para o procedimento. No momento da cirurgia é utilizada uma tecnologia com laser ou ultrassom, que fazem a quebra e dissolução da gordura e, logo depois, é feita a sucção. Além disso, também ocorre a redução do excesso de pele. A duração da operação varia de acordo com as áreas a serem trabalhadas, podendo ser até 4 horas.

Já o momento de recuperação e pós operatório é mais rápido e menos dolorido, conta o médico. Com isso, dependendo da boa cicatrização, é possível que o paciente retorne às atividades físicas em três ou quatro semanas após a realização da Lipo LAD. Além disso, em 45 dias já é permitido tomar banhos de sol.

Além disso, para manter o resultado a longo prazo o médico adverte que é necessário realizar exercícios físicos regulares e ter uma boa alimentação.

O procedimento traz alguns riscos que podem ocorrer como em qualquer cirurgia. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, os problemas são os mesmos da lipoaspiração convencional, que incluem: cicatrizes desfavoráveis; hematomas, acúmulo de líquido; má cicatrização; dormência ou alterações de sensibilidade da pele; assimetria, entre outros ainda mais complicados que envolve trombose venosa profunda, complicações cardíacas e pulmonares e até possibilidade de novo procedimento cirúrgico.

Discussão

Parte do público feminino que consome as dicas e lifestyle de blogueiras contesta a ação de influenciadoras digitais que divulgam o resultado da Lipo Lad nas redes sociais. Um dos questionamentos é o limite da aceitação com o próprio corpo.

Além disso, também é discutida a ética profissional. Há influenciadoras que realizam o procedimento por meio de parcerias e trocas comerciais com cirurgiões. O fato faz duvidar até que ponto o profissional médico é adequado e responsável com tal cirurgia e também a irresponsabilidade da divulgação por parte das blogueiras, que propagam aos seguidores a ideia de que se trata de um procedimento corriqueiro e sem riscos: tanto físicos quanto emocionais.

"Cada pessoa tem uma relação particular com o próprio corpo e, caso deseje realizar procedimentos estéticos e mudanças de hábitos, isso deve acontecer simplesmente para que ela eleve sua autoestima e se sinta mais feliz, mas jamais para se encaixar em um suposto padrão de beleza. O corpo ideal não existe e cada um é singular. Mesmo que a técnica estética seja uma só, o resultado do procedimento em cada indivíduo depende de sua própria estrutura física", finaliza o cirurgião.

Últimas